Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 03 de abril de 2020

Notícias / Agronegócio

MT tem 19 municípios entre os 100 com maior PIB do setor agropecuário; veja a lista completa

De Brasília – Vinícius Tavares

18 Dez 2013 - 11:26

Foto: Ilustração

MT tem 19 municípios entre os 100 com maior PIB do setor agropecuário; veja a lista completa
Dezenove municípios de Mato Grosso despontam entre os 100 que possuem Produto Interno Bruto (PIB) mais elevado do país no setor agropecuário. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Clique aqui e veja a lista completa.

Leia mais:
Agronegócio cresce 3,56% em 2013 e responde por 22% do PIB nacional, aponta CNA
Valor Bruto da Produção pode crescer 3,2% impulsionado por soja e algodão; milho terá recuo

Maior produtor nacional de soja do país e segundo de milho, Sorriso ocupa a segunda colocação no ranking, com valor bruto R$ 745,5 milhões. Campo Verde é o segundo mato-grossense da lista, com valor bruto de R$ 664 milhões, seguido de Sapezal (R$ 631 milhões), Primavera do Leste (R$ 578 milhões) e Campo Novo do Parecis (R$ 511 milhões).

O município do Médio Norte perde apenas para São Desidério, no oeste baiano, que alcançou resultado expressivo devido ao aumento na produção de algodão nesta região que se consolida como uma nas novas fronteiras agrícolas do país. São Desidério é responsável por 14% da produção nacional de algodão e por 45,1% da cotonicultura baiana.

Mato Grosso foi em 2011 o estado que mais expandiu sua participação do agronegócio na formação do PIB. O chamado valor adicionado bruto da agropecuária, passando de 6,9% em 2010 para 8%, em 2011.

De acordo com análise feita pelo IBGE, em nível nacional, o crescimento nominal do valor adicionado bruto da agropecuária no ano de 2011, de 12,5%, refletiu principalmente a elevação dos preços do milho, cana de açúcar e café e soja.

Conforme balanço apresentado na última semana pela Confederação de Agricultura e Pecuária (CNA), o PIB do setor deve fechar 2013 com alta de 3,56%, totalizando R$ 1 trilhão e recuperando-se da queda do ano passado, quando o setor teve retração de 1,57 por cento.

Atualizada às 11h41.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet