Olhar Agro & Negócios

Sábado, 24 de fevereiro de 2024

Notícias | Leilões

Quase tudo

MT tem apenas 808 mil t de milho leiloadas no Pepro; Nordeste vendeu apenas 8%

Foto: Reprodução/Internet

MT tem apenas 808 mil t de milho leiloadas no Pepro; Nordeste vendeu apenas 8%
Mato Grosso comercializou apenas 808 milhões de toneladas no primeiro leilão do Prêmio Equalizador pago ao Produtor Rural (Pepro), realizado nesta quarta-feira (20). Ao todo 1,050 milhão de toneladas de milho foram ofertados, sendo 900 mil toneladas de Mato Grosso. A única região do Estado que não comercializou 100% do cereal foi a Nordeste. Ao todo R$ 29,123 milhões foram investidos pelo governo federal para a aquisição deste milho. Além de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás também possuíam milho disponibilizado no certame.

De acordo com o resultado do aviso nº 117/2014 do Pepro, divulgado pela Companhia Nacional do Abastecimento (Conab) das 1,050 milhão de toneladas disponibilizadas apenas 898 mil toneladas (85,52%) foi leiloada. O lote 4, referente a região Nordeste de Mato Grosso, comercializou apenas 8 mil toneladas de um volume ofertado de 100 mil toneladas. Outro lote que não comercializou 100% foi o lote 7, refente ao Mato Grosso do Sul, que leiloou apenas 15 mil toneladas das 75 mil ofertadas.

Leia também
Leilão do Pepro de 900 mil t de milho em MT é nesta quarta-feira
Pepro leiloará mais de 1 mi t de milho de três Estados dia 20; De MT são 900 mil t
Governo federal libera R$ 500 milhões para Pepro do milho; Atualizada

No lote 1, região Norte de Mato Grosso, foram leiloados as 200 mil toneladas ofertadas que resultaram R$ 7,580 milhões. O lote 2, região Centro-Norte do Estado, também negociou as 350 mil toneladas tendo um ganho de R$ 13,825 milhões. Já o lote 3, Centro-Sul, leiloou todas as 200 mil toneladas a R$ 5,820 milhões.

Já a venda das 8 mil toneladas da região Nordeste resultou em R$ 36,800 mil e todas as 50 mil toneladas do lote 5 (Sudeste) R$ 480 mil.

Segundo a Conab, o lote 6 compreendia as 75 mil toneladas de milho proveniente de Goiás. Todo o volume foi negociado a R$ 975 mil. Já as 15 mil toneladas de milho do Mato Grosso do Sul resultaram R$ 406,5 mil.

A realização de leilões do Pepro era uma solicitação do setor produtivo para equalizar os preços do cereal diante os preços baixos praticados. O preço mínimo estipulado pelo governo federal para Mato Grosso é de R$ 13,56, contudo a saca de 60 quilos encontra-se abaixo disso.

De acordo com o edital do primeiro leilão do Pepro, quilo do milho proveniente de Mato Grosso saia a R$ 0,226, enquanto para Mato Grosso do Sul e Goiás a R$ 0,294 o quilo.

A realização do leilão se deu através da Portaria Interministerial nº 798, de 5 de agosto de 2014,assinada pelos ministros da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Neri Geller, e da Fazenda, Guido Mantega, e pela ministra de Estado do Planejamento, orçamento e Gestão, Miriam Belchior. Tal portaria autoriza a liberação de R$ 500 milhões para o Pepro do milho, o equivalente para atender uma demanda estimada em 10 milhões de toneladas de milho.

Novos editais devem ser divulgados nos próximos dias.

Confira aqui o edital 117/2014 do Pepro para o milho.

Confira aqui o resultado do edital 117/2014 do Pepro para o milho.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet