Olhar Agro & Negócios

Domingo, 05 de julho de 2020

Notícias / Política

Real situação fundiária em Mato Grosso é um dos pontos a serem levantados pela Sedraf

Da Redação - Viviane Petroli

06 Jan 2015 - 15:46

Foto: José Medeiros/Secom-MT

Real situação fundiária em Mato Grosso é um dos pontos a serem levantados pela Sedraf
Mato Grosso possui um caso sério de problemas fundiários e este é um dos pontos, se não o principal, a ser trabalhado nos próximos 100 dias, como revela o Contrato de Gestão dos 100 primeiros dias. Até o dia 28 de fevereiro um “diagnóstico situacional da questão fundiária, com identificação dos principais problemas e potenciais de atuação” deverá ser elaborado e apresentado pelo secretário de Agricultura Familiar e Regularização Fundiária, Suelme Evangelista Fernandes, ao governador Pedro Taques.

O Estado conta hoje, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), com 86.167 estabelecimentos da agricultura familiar, o equivalente a 76% dos estabelecimentos agropecuários do Estado. Destes 86% dos pequenos produtores produzem mandioca e 72% leite.

Leia mais:
Agricultura familiar não será tratada como estorvo, diz Fávaro
Falta de gestão federal é o maior impasse na questão da demarcação de terras

No que diz respeito à regularização fundiária 100% dos assentamentos possuem problemas.

O documento, assinado no dia 02 de janeiro pelo governador Pedro Taques e o secretário, está dividido em cinco áreas: Desenvolvimento Sustentável; Empaer; Intermat; Ceasa; Gestão.

Conforme o Contrato de Gestão dos primeiros dias, um diagnóstico sobre as principais dificuldades estruturais, financeiras e relacionados à pessoal deverá ser apresentado também, porém até o dia 30 de janeiro.

No que tange a Empaer uma das exigências do contrato é quanto à situação financeira e estrutural da autarquia.

Quanto ao Ceasa, cujo contrato de concessão foi assinado no dia 17 de dezembro de 2014, deverá ser elaborado um diagnóstico sobre a situação do mesmo, identificando os principais problemas e potenciais de atuação.

Confira aqui o Contrato de Gestão para os 100 primeiros dias de governo Pedro Taques.

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • VANDO...TECNICO...
    07 Jan 2015 às 14:35

    VAI QUEIMAR O FILME DO TAQUES....IGUAL O PIVETA NO SEDRAF....ESTE E UM COITADO ENTENDE DE POLITICA MAS NAO SABE A DIFERENCÇA ENTRE UM PE DE MANDIOCA E UM DE MILHO....DE UMA VACA DE LEITE E UMA EGUA.....ESTA SABE A DAR AULA DE HISTORIA DO BRASIL.....E FEIO PRO CREA E AEA....KD OS TECNICOS....

  • Daniel Boone
    07 Jan 2015 às 10:14

    Suelme Evangelista, como professor de história, é um fracasso, e pelo que andei sabendo também é péssimo gestor.

  • Marcos
    07 Jan 2015 às 07:37

    EXCELENTE E IMPORTANTE ATITUDE PARA RECUPERAR UM ÓRGÃO QUE ALTAMENTE CORRUPTIVEL COMO O INTERMAT. PRECISA-SE DEVOLVER AOS SERVIDORES O BRILHO NOS OLHOS E A DIGNIDADE DE DIZER QUE TRABALHA NAQUELA REPARTIÇÃO. PORÉM PERGUNTO-LHE GOVERNADOR: SE CASO OS SENHORES SECRETÁRIOS NÃO CONSEGUIREM REMETER SOLUÇÕES PLAUSÍVEIS PARA ESTE PLANO SERÃO EXONERADOS POR INCOMPETÊNCIA? PORQUE COMO O ERNANI CITOU AI EM CIMA, AS INFORMAÇÕES SÃO PÚBLICAS E TODOS SABEMOS QUE EXISTE O PROGRAMA. MAS O MÉTODO EMPREGADO PELO SEU SECRETÁRIO É PLAUSIVEL? SE FOR OTIMO SE NÃO FOR TAMBÉM HAVERÁ DEMISSÃO EM MASSA DESTES GESTORES QUE NÃO CONSEGUIREM SALVAGUARDAR ESTAS INFORMAÇÕES E LHE TRANSMITIR SOLUÇÕES CONFORME A POPULAÇÃO NECESSITA?

  • Deusa
    07 Jan 2015 às 07:30

    Suelme é um um homem de grande competência, inteligente, e acima de tudo muito honesto. Afirmo isso com propriedade, pois o conheço desde criança. Mato Grosso só tem a ganhar com ele na frente dessa Secretaria. Parabéns ao Governador e ao povo de Mato Grosso, e especial, ao povo de Poxoréu-MT.

  • rodonorte
    07 Jan 2015 às 07:17

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • roberto
    07 Jan 2015 às 07:14

    SABE DE NADA INOCENTE, ESTA AI D E GAIATO, VAI QUEIMAR O FILME DO GOVERNADOR...

  • Ernani
    07 Jan 2015 às 06:33

    O programa de regularização fundiária de Mato Grosso já existe desde o Governo Dante de Oliveira. No Governo de Blairo Maggi recebeu o nome de Tequenfim. De lá para cá, já foram regularizados mais de 70.000 (setenta mil!) lotes urbanos, sendo cerca de 40.000 somente no Governo de Silval Barbosa. Começaram bem o novo governador e o seu secretário, sem saber destas informações.

Sitevip Internet