Olhar Agro & Negócios

Domingo, 22 de setembro de 2019

Notícias / Pecuária

Rebanho bovino tem alta de 60,9 mil cabeças em Mato Grosso

Da Redação - Viviane Petroli

23 Jan 2015 - 14:06

Foto: Viviane Petroli/Agro Olhar

Rebanho bovino tem alta de 60,9 mil cabeças em Mato Grosso
Após dois anos apresentando quedas o rebanho bovino de Mato Grosso voltou a subir em 2014. O incremento foi de 60.928 cabeças. A retenção de fêmeas e o uso de tecnologia podem ser considerados os principais fatores para o crescimento em relação a 2013. Segundo o Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea), 99,6% do rebanho de mamando a caducando foi vacinado na 2ª etapa da campanha contra a Febre Aftosa em novembro de 2014.

Mato Grosso, conforme levantamento do Indea, encerrou 2014 com 28,487 milhões de cabeças de bovinos, volume este 0,2% ou 60.928 superior às 28,427 milhões de cabeças constatada em 2013. O rebanho bovino passou a apresentar recuo em 2012 quando o volume de fêmeas levadas ao abate superou 50% dos animais abatidos.

Leia mais:
Vacinação contra a brucelose em bezerras segue até dia 30 de junho
Mato Grosso tem 189 fazendas selecionadas para estudo sobre a aftosa na zona livre

O levantamento do rebanho mato-grossense foi apresentado pelo Indea nesta sexta-feira (23). Conforme o levantamento a região de Pontes e Lacerda é a que detém o maior volume de animais somando 3,069 milhões de cabeça, seguido da região de Rondonópolis com 2,836 milhões de cabeças.

Dentre os municípios a maior concentração está em Cáceres com 1,020 milhão de cabeças.

De acordo com o presidente do Indea, Guilherme Nolasco, Mato Grosso desde 2005 vem registrando índices de animais imunizados contra a Febre Aftosa acima dos 99%. O Estado está livre da doença, com vacinação, desde 1996. “Isso mostra a conscientização dos produtores quanto às garantias que um rebanho vacinado traz”.

Conforme o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Sedec-MT), Seneri Paludo, o fato de saber que o Estado chegou a quase 100% de seu rebanho bovino imunizado contra a aftosa é “uma nota positiva diante das últimas notícias negativas”. “Mato Grosso não presa apenas pela quantidade, mas sim pela qualidade de sua produção também”.

Sanidade exemplar

Segundo o presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), José João Bernardes, os produtores estão conscientes da importância não apenas da vacinação, mas demais cuidados com seu rebanho. “O que leva Mato Grosso a ser exemplo em sanidade animal. Essa parceria com o Indea nos trabalhos na agropecuária é muito importante. Mato Grosso é líder na produção de carne vermelha e assim seguirá”.

O superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em Mato Grosso, Chico Costa, ressalta que é necessário não apenas a realização de fiscalização no Estado na fronteira com a Bolívia, mas também com os Estados brasileiros vizinhos para se ter uma melhor garantia de sanidade animal.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • J.M.c.Garcia
    23 Jan 2015 às 15:32

    0,2% de crescimento no rebanho, deve ser real, se não for no papel, o indea tem feito bons trabalhos no controle de vacinação, precisa mesmo é colocar estes técnicos para orientar mais a agricultura familiar, pois chega de fiscal em nosso estado, Indea(fiscal) Sema (fiscal) SEFAZ (fiscal) PRF (fiscal também de madeira) Detran (fiscal) Polícia militar (fiscal) ONDE ESTÁ OS ÓRGÃOS QUE ORIENTA OS PEQUENOS PRODUTORES RURAIS,A PRODUZIR (Empaer, está falida) precisamos senhores da lei, é produzir mais neste país, e que todos deste órgãos fiscalizador trabalhem mais em sua função, pois estão sendo verdadeiros chupa cabras do País.

Sitevip Internet