Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

Notícias / Agricultura

Amaggi deve registrar recorde de produtividade na soja e amplia em 73% área de algodão

Da Redação – Viviane Petroli

02 Abr 2016 - 16:25

Foto: Assessoria Amaggi

Amaggi deve registrar recorde de produtividade na soja e amplia em 73% área de algodão
De 59 a 60 sacas por hectare. Está deve ser a produtividade média registrada pela Amaggi entre suas fazendas em Mato Grosso nesta safra 2015/2016. O número é considerado recorde em 39 anos de existência do Grupo e poderia ser maior se algumas propriedades não tivessem registrado “leves” recuos diante o stress hídrico. Outro crescimento constatado neste ciclo é no algodão que teve uma expansão de 73,3% de sua área.

A Amaggi está com cerca de 89% de sua área colhida e registra uma média entre todas as fazendas de 59,35 sacas por hectare. O volume não era esperado, principalmente diante o stress hídrico constatado algumas regiões mato-grossenses no início da safra 2015/2016.

Leia mais:
Amaggi investe US$ 42 milhões até 2015 no Vale do Araguaia

Na propriedade localizada em Querência, por exemplo, onde a média de produtividade varia de 58 a 60 sacas por hectare, os números apontam para 51 sacas neste ciclo. Segundo o diretor da divisão Agro da Amaggi, Pedro Valente, o volume constatado na propriedade é o mesmo de 10 anos atrás. Outra fazenda que teve problemas climáticos foi à localizada em São Félix do Araguaia, adquirida em meados de 2013 e que está em sua segunda safra. Lá deve-se fechar com produtividade média de 46,5 a 47 sacas por hectare.

“Para nós é uma surpresa esse recorde Trabalhavamos para fechar 56 sacas de média. A Amaggi faz 39 anos em 2016 e nunca havíamos registrado esse número de produtividade média unindo todas as fazendas. Nós tivemos em Querência e São Félix do Araguaia propriedades que sofreram muito com a estiagem. Na de São Félix do Araguaia tivemos um a parte que produziu muito bem onde choveu relativamente, mas em cerca de 80% não”, comentou Pedro Valente em entrevista ao Agro Olhar.

A Amaggi contra hoje com 14 fazendas em Mato Grosso e 35 armazéns, além de duas fábricas e três terminais próprios em portos. O Grupo conta ainda com cinco Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH’s) no Estado. Já no exterior são cinco escritórios (Paraguai, Argentina, China, Holanda e Suíça) e uma indústria na Noruega.

Algodão

O planejamento a longo e médio prazo da Amaggi na divisão Agro proporcionou nesta safra 2015/2016 a elevação em 73,3% aproximadamente a sua área de algodão. O salto da safra passada para a atual foi de 30 mil hectares para 52 mil hectares de algodão.

“Nosso algodão é 100% safrinha. Ampliamos a nossa área, na contramão da maioria do Estado, por ser um planejamento que tínhamos feito. Há oito anos tínhamos 15 mil hectares e depois voltamos para 9 mil até que chegamos a 30 mil hectares na safra 2014/2015 e ampliamos para 52 mil nesta safra. Quando se tomou a decisão o ano passado de implementar o que havia sido planejado, que já possuía estudos, nós fomos comercializando. Nós fizemos os investimentos em algodoeiras, com máquinas novas para colher. Então, é todo um planejamento de médio e longo prazo. Vamos consolidar essa área e daqui uns dois ou três anos vamos analisar novamente o mercado se existe oportunidade para crescer ou não”, explica Pedro Valente.

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Aristides guerreiro
    17 Dez 2016 às 13:05

    Blairo Maggi Presidente !!

  • Marcondes
    24 Abr 2016 às 11:16

    Replicando o comentário do servidor que comentou logo acima, só mesmo um idiota para pensar assim, se asfaltou onde tem negócios da Amaggi, então ele asfaltou o estado inteiro. Onde for no estado têm Amaggi, então deixa de ser idiota porque no fundo você acha uma maravilha trafegar no asfalto onde o Senador Blairo Maggi construiu enquanto era o governador do nosso estado. E quanto ao seu voto, não precisamos dele, vai lá apoiar o PT, aquele bando de ladrões.

  • jose ivan dos santos
    03 Abr 2016 às 22:36

    para min e um orgulho trabalhar nesta empreza tem gerado emprego. em vista do governo brasilheiro. q o indis e grande de deseoregos parabens amaggi

  • Lucas
    03 Abr 2016 às 13:51

    É meu amigo mais o que vc me fala sobre mil hows de colaboradores que esta tando oportunidade de crecimento entrei em uma de suas fazenda aqui em mato grosso nao tinha nada é hoje em apenas dois anos que estou no grupo o grupo Amaggi eu me profissionalizei tudo amaggi me deu até hoje Moro com minha familia em uma ksa que nao tenho nem uma despesa com luz nem Agua tudo que ganho em salario è livre é ainda tem creche é escola onde mora a cidade fica so 75 km da fazenda é muitas pessoas que conheço que tem uma oportunidade desda de trabalho onde um grupo te da uma oportunidade é ainda te da todo tipo de apoio é te qualifica isso sim é uma empresa meu amigo

  • servidor
    02 Abr 2016 às 19:35

    ok nobre Blairo Maggi , no governo fez até onde pode asfaltar a sua rota de escoação da sua soja , com isso se enriquecendo ainda mais a custa do nosso estado. Usando a SINFRA, mandou pavimentar todo o redor de seu predio aqui na cidade e ninguem nem toca no assunto. O senhor engana uns eleitores bestas , a mim não , nunca vai ter meu voto e nem quem o senhor vir a apoiar.

  • Ezequiel Bodenstein
    02 Abr 2016 às 18:11

    Beleza.... Pelo menos estão gerando empregos e renda...

Sitevip Internet