Olhar Agro & Negócios

Domingo, 28 de novembro de 2021

Notícias / Energia

bolso vai arder

Bandeira amarela volta a vigorar na conta de luz diante nível baixo de represas

Da Redação - Viviane Petroli

28 Out 2016 - 18:20

Foto: Reprodução/Internet/Ilustração

Bandeira amarela volta a vigorar na conta de luz diante nível baixo de represas
O baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas no Brasil voltará a elevar a conta de energia elétrica a partir de terça-feira, 1º de novembro. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta tarde de sexta-feira, 28 de outubro, o retorno da bandeira amarela na conta de energia. Os brasileiros voltam assim a pagar R$ 1,50 a cada quilowatt-hora consumidos.

As bandeiras começaram a vigorar em janeiro de 2015 e a cobrança extra foi mudando de vermelho para verde de acordo com a situação dos reservatórios das hidrelétricas.

Leia mais:
Governo Federal sanciona Lei que garante redução do preço da energia para Mato Grosso

A bandeira verde vigora desde abril de 2016 e segue até outubro. A bandeira verde significa que não há nenhuma cobrança extra por cada quilowatt-hora consumidos. Já a amarela R$ 1,50 e a vermelha R$ 3,00.

Em nota, a Agência Nacional de Energia Elétrica afirma que o "relatório do Programa Mensal de Operação (PMO) do Operador Nacional do Sistema (ONS), a condição hidrológica está menos favorável o que determinou o acionamento de térmica com Custo Variável Unitário (CVU) acima de R$ 211,28 e consequente impacto no custo marginal de operação (CMO) em todos os submercados".
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet