Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Notícias / Agricultura Familiar

Com mais de R$ 1 mi em recursos, Pró-Café retoma incentivo da cultura em Mato Grosso

Da Redação - Viviane Petroli

01 Ago 2016 - 15:58

Foto: Reprodução/Internet/Ilustração

Com mais de R$ 1 mi em recursos, Pró-Café retoma incentivo da cultura em Mato Grosso
Pouco mais de R$ 1,1 milhão serão investidos em incentivo a produção de café em Mato Grosso em 2016. A meta com o Programa de Revitalização da Cafeicultura, o Pró-Café, é elevar a produtividade de 8 para 20 sacas de café por hectare e assim, alcançar 300 mil sacas em 2018. Cerca de 4 mil famílias de pequenos produtores devem ser beneficiados diretamente com o programa em 10 municípios.

O investimento do Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Agricultura Familiar e Regularização Fundiária (Seaf), em 2016 no Pró-Café será de R$ 1.111.856,90. Serão contemplados os municípios de: Alta Floresta, Carlinda, Nova Bandeirantes, Nova Monte Verde, Aripuanã, Colniza, Cotriguaçu, Juína, Rondolândia e Tangará da Serra.

Leia mais:
Cafeicultores de 10 municípios receberão mudas café clonal através do 'Pró Café MT'

O programa foi lançado na última semana no distrito de Conselvan, em Aripuanã, pelo governador Pedro Taques.

O secretário da Seaf, Suelme Evangelista, destacou na ocasião que apesar de haverem diversos produtores de café, as mudas e técnicas utilizadas ainda são antigas. "Ainda usam a cultura de 30 a 40 anos atrás".

O programa, explica Fernandes, só foi possível ser lançado em decorrência a um convênio firmado com a Embrapa de Rondônia, que realizou no Estado vizinho trabalho semelhante ao que será implantado em Mato Grosso.

"A planta desenvolvida pela Embrapa é de alta performance. Ela tem uma resistência maior à seca, tem 70% menos praga e tem 10 vezes mais capacidade de produção que as plantas de café cultivadas atualmente em Mato Grosso", pontuou o secretário da Seaf.

Para em 2018 se atingir uma produção de 300 mil sacas diversas ações serão realizadas pelo Governo de Mato Grosso, como cursos de capacitação, acompanhamento técnico, fornecimento de mudas e fertilizantes, reestruturação de viveiros e implantação de unidades de aprendizagem.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet