Olhar Agro & Negócios

Quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

Notícias / Indústria

Governo de Mato Grosso enquadra Amaggi Exportação e Importação no Prodeic

Da Redação - Viviane Petroli

03 Mar 2016 - 14:05

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Governo de Mato Grosso enquadra Amaggi Exportação e Importação no Prodeic
A Amaggi Exportação e Importação LTDA, em Comodoro, teve o seu enquadramento no Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial (Prodeic) aprovado pelo Conselho estadual de Desenvolvimento Empresarial (Cedem), ligado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec). A aprovação consta no Diário Oficial do Estado que circulou na última quarta-feira, 02 de março. Fiagril é uma das empresas com reserva de área no Distrito Industrial de Cuiabá aprovada.

A aprovação da divisão de exportação e importação da Amaggi ocorreu durante a 63ª Reunião Extraordinária do Cedem no dia 18 de fevereiro e consta na Resolução nº 93/2016.

Leia mais:
Instalação de empresas levará R$ 20 mi em investimentos à Distrito Industrial

Durante a reunião foi aprovado também a inclusão de produtos da empresa Raytak Indústria e Comércio de Artefatos de Borrachas Ltda, de Cuiabá, no Prodeic, como revela a Resolução nº 094/2016.

Ainda de acordo com o Diário Oficial do Estado, que circulou na quarta-feira, a empresa Mademari Indústria e Comércio de PVC Ltda, de Sorriso, teve aprovado parcialmente o seu pedido de Revisão de Percentual de Incentivo Fiscal no Prodeic.

Cartas Consultas FCO

Conforme a Resolução nº 095/2016, as empresas Sabor Rio Mar Restaurante e Echer Empreendimento Ltda ME tiveram suas Cartas-Consultas enquadradas no Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste, mais conhecido como FCO.

Reserva de áreas

Na mesma reunião o Cedem aprovou a reserva de áreas de oito empresas no Distrito Industrial de Cuiabá, que devem gerar R$ 20 milhões em investimentos na localidade e 242 empregos diretos, como o Agro Olhar destacou recentemente.

Segundo a Resolução nº 096/2016, também publicada no Diário Oficial do Estado, que circulou nesta quarta-feira, 02 de março, revela que tiveram reservas de áreas aprovadas as empresas Dianez & Cia Ltda, Metalúrgica Fênix Ltda, Oliveira Gomes & Rocha, Coopertrare - Cooperativa de Trabalho de Recicláveis, Fiagril Participações S/A, Real & Cia Ltda, Eggs Comércio de Alimentos Ltda-MT e Incop - Indústria de Postes e Construções Elétricas.

De acordo com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), na ocasião, tais empresas que receberam o aval atuam em segmentos como de fabricação de móveis, indústria de estruturas metálicas, reciclagem de resíduos, sucatas e óleo de cozinha, fabricação de suplementos minerais e rações, indústria de produtos alimentícios e fabricação de concreto, entre outros.

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Alecx
    06 Ago 2016 às 22:56

    Povo burro. Quando é assim deve ser um bando de Zé ruela que não conhece nem um pé de milho. Inveja mata turmada. Vão trabalhar .

  • Jnewto
    04 Mar 2016 às 09:45

    Povo maldoso nem lê a matéria. É uma indústria em comodoro, claro que uma indústria precisa de insentivo para iniciar as operações desenvolver a região gerando emprego. Vocês têm que entender que se haver certo insentivo mais empregos são gerados.

  • Juca
    03 Mar 2016 às 22:46

    Não Zé Guaporé, esta explicado o por que do CONVITE do vice governador para que Brairo se filie no PSD. E o Brairo vai aceitar é claro. É só esperar e ver. E o povo mato-grossense ooooohhhh.

  • carlos
    03 Mar 2016 às 16:01

    Adimiro uma empresa desse porte ja nao paga imposto por que todo produto que sai do estado para exportação e deferido ainda ganha mas benefícios os pequenos não consegue o beneficio pena por que os grandes ganham tudo quem financio a campanha do Governador os Maggi ta explicado, la no cedem ta tudo trancado nao sai pra ninguem mas Amaggi consegue....

  • Zé Guaporé
    03 Mar 2016 às 15:17

    Eastá ai explicado por que o super poderoso e rico Maggi entrou para a política!

Sitevip Internet