Olhar Agro & Negócios

Quarta-feira, 08 de dezembro de 2021

Notícias | Pecuária

META

Governo de Mato Grosso quer status de livre da aftosa sem vacinação até 2018

Foto: Reprodução/Internet/Ilustração

Governo de Mato Grosso quer status de livre da aftosa sem vacinação até 2018
Mato Grosso está há 19 anos livre da febre aftosa com vacinação e a expectativa é que até 2018 o Estado seja declarado como zona livre da doença sem a necessidade de imunização do rebanho bovino. A "meta" é do Governo do Estado. O governo federal estabeleceu até 2020 a meta para que o Brasil seja declarado livre da febre aftosa sem vacinação.

Na segunda etapa da vacinação contra a febre aftosa em 2014 Mato Grosso imunizou 99,68% do rebanho. Nesta etapa foram vacinados bovinos e bubalinos de mamando a caducando.

Leia mais:
Mato Grosso tem redução de 21,4% de gado confinado diante cenário incerto

A meta para Mato Grosso foi reforçada pelo vice-governador Carlos Fávaro durante passagem pela 43ª Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial do Sul de Mato Grosso (Exposul), em Rondonópolis, no último final de semana.

De acordo com o vice-governador, nos próximos anos Mato Grosso deverá passar por um "grande choque de gestão" no que diz respeito à questão sanitária, tanto vegetal quanto animal. "O Governo do Estado trabalha em conjunto com a iniciativa privada para que, até o fim desta gestão (2018), Mato Grosso obtenha o reconhecimento de zona livre da febre aftosa sem vacinação", declarou Fávaro.

Para chegar a este objetivo em 2018, o governo de Mato Grosso irá melhorar a sua estrutura nas barreiras sanitárias, por meio do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), ampliando assim a fiscalização de fronteira.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet