Olhar Agro & Negócios

Terça-feira, 15 de outubro de 2019

Notícias / Indústria

Greve no Indea provoca prejuízo de quase R$ 30 milhões para frigoríficos em Mato Grosso

De Campo Verde - Viviane Petroli

17 Jun 2016 - 17:29

Foto: Reprodução/Internet/Ilustração

Greve no Indea provoca prejuízo de quase R$ 30 milhões para frigoríficos em Mato Grosso
A greve dos servidores do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea) causou aos frigoríficos do Estado cerca de R$ 27,5 milhões em prejuízos. O setor industrial revela estar operando abaixo de 50% de sua capacidade instalada com a falta de bovinos, visto não serem todos os pecuaristas de Mato Grosso com cadastro para emitir a Guia de Trânsito Animal Eletrônica (GTAe), ou seja, direto de sua propriedade.

Os servidores do Indea participam da greve geral dos servidores estaduais, que cobram o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) de 11,28%. A paralisação da categoria teve início no dia 06 de junho.

Na quinta-feira, 16 de junho, a desembargadora Serly Marcondes Alves julgou ilegal a greve dos dois sindicatos que representam os servidores do Indea. Sindicato Estadual dos Servidores Públicos do Sistema Agrícola Agrário e Pecuário do Estado de Mato Grosso (Sintap) e o Sindicato dos Fiscais Estaduais de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado de Mato Grosso (Sinfa) deverão retornar as atividades, sob pena de desconto dos dias parados, e diária de R$ 100.000,00.

Leia mais:
Abates em Mato Grosso ficam prejudicados com greve de servidores do Indea

O prejuízo diário para a indústria frigorífica de bovinos em Mato Grosso ficou entre R$ 2 milhões e R$ 2,5 milhões, segundo o presidente do Sindicato das Indústrias de Frigoríficos de Mato Grosso (Sindifrigo), Luiz Antônio Freitas Martins.

Em entrevista ao Agro Olhar, Freitas destacou que a indústria mato-grossense com isso deixou de honrar compromissos com o mercado interno e externo, uma vez que Mato Grosso exporta carne bovinas para diversos países como a China, Venezuela, Japão e Rússia.

“Há frigoríficos ficaram alguns dias parados. São poucos os produtores cadastrados para emitir o GTAe. É mais um agravante para o setor que já vem sofrendo com falta de animais para abater, devido a baixo estoque de machos, e dificuldades com vendas pelo fato do consumo estar retraído. É inaceitável e inadmissível isso. Esperamos que se resolva logo”, declarou Freitas.

O deputado Ondanir Bortolini (PSD), Nininho, pontua que a manifestação é de direito dos servidores. Ele salienta que todos os órgãos são essenciais, incluindo o Indea, para arrecadar e gerar fluxo de caixa para o Estado. Porém, segundo o deputado estadual, os manifestantes pecam em não cumprir a legislação de 30% da categoria atendendo a população (em sistema de revezamento).

“Eu espero que o funcionalismo retorne e siga negociando com o governo. Tem que se achar um equilíbrio para isso e tem que bom senso em ambas as partes. No caso do Indea os prejuízos são grandes, pois deixa de transportar o animal e abater, por exemplo. Isso tem trazido grande transtorno e eu tenho acompanhado junto ao presidente do Indea, Guilherme Nolasco. Já liguei para vários chefes das regionais pedindo empenho deles e que eles atendam ao menos os mais emergenciais ou tomem providenciais. Ontem mesmo ligaram de Rondonópolis, onde há um compromisso com uma indústria frigorífica de suínos, contrato, em São Gabriel do Oeste (MS) e não estão conseguindo tirar os suínos devido a GTA. Esperamos que com essa decisão da justiça se resolva”, comentou ao Agro Olhar o deputado Nininho, durante evento em Campo Verde da inauguração do Centro de Treinamento e Difusão Tecnológica do Núcleo Regional Centro, em Campo Verde, realizado pela Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa), nesta sexta-feira, 17 de junho.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Paulo Ribeiro Silva
    19 Jun 2016 às 09:34

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • carlos
    19 Jun 2016 às 00:24

    ENGRAÇADO QUE VÁRIOS SITES ANUNCIARAM QUE O INDEA TINHA ENCERRADO A GREVE.... SITES COMPRADOS, POIS É TUDO MENTIRA

Sitevip Internet