Olhar Agro & Negócios

Domingo, 19 de janeiro de 2020

Notícias / Agronegócio

Japonesa Zen-Noh compra participação em joint venture da Amaggi e Louis Dreyfus

Da Redação - Viviane Petroli

17 Jan 2017 - 07:53

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Japonesa Zen-Noh compra participação em joint venture da Amaggi e Louis Dreyfus
O grupo japonês Zen-Noh Grain Brasil tornou-se sócio na joint venture formada pela Amaggi e pela Louis Dreyfus Company (LDC) Brasil. O acordo foi assinado no final de 2016. A incorporação visa contribuir com as operações nos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia (região conhecida como Matopiba) e fortalecer a parceria no Terminal de Grãos no Maranhão (Tegram), que hoje representa uma das principais alternativas às rotas de exportação pelo sul e sudeste do país.

A Zen-Noh Grain Brasil é subsidiária brasileira da Zen-Noh Corporation. O acordo firmado está sujeito a condições usuais em transações, que incluem aprovações por parte de órgãos governamentais tanto no Brasil quanto no exterior.

Leia mais:
Cade avalia venda de 50% de terminais da Bunge para a Amaggi

Cada um dos três acionistas, de acordo com a Amaggi, deterá participação e direitos iguais na joint venture constituída em 2009, o que compreende os negócios de originação de grãos e operação de terminal portuário realizados por meio das subsidiárias Amaggi & LD Commodities S.A. e Amaggi & LDC Terminais Portuários S.A. nos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, ou seja, na região do Matopiba.

Com a incorporação da Zen-Noh a joint venture passa a contar com a experiência de uma das principais cooperativas do mundo. Hoje, a Zen-Noh representa mais de 1000 cooperativas agrícolas associadas e atua em diversos segmentos de negócios, incluindo pecuária, laticínios, grãos, frutas e vegetais. A Zen-Noh faz parte do Grupo JA (Japanese Agriculture) com sede em Tóquio e com escritórios espalhados no Brasil, Estados Unidos, Tailândia, Canadá, Inglaterra, Alemanha e China.

A joint venture criada em 2009 pela Amaggi e Louis Dreyfus tem estrutura própria comercial e administrativa e conta com 12 unidades de armazenagem de milho e soja.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Ronaldo Carlos picoloto
    17 Jan 2017 às 22:48

    É pra nós isso é prejuízo é mais o monopólio de que está ficando tudo na mão de grandes empresas e as e vou acaba engolindo as pequenas

  • Nino Di Loreto
    17 Jan 2017 às 16:51

    Parabenizo o Grupo AMAGGI , pela Competência Seriedade e Organização . Eu Presenciei a Primeira Unidade de Armazéns do SR. ANDRÉ MAGGI ,no Itiquira - MT. Grande Evolução e Competência desta Familia..... Sucesso.

Sitevip Internet