Olhar Agro & Negócios

Domingo, 28 de novembro de 2021

Notícias / Energia

MENOR QUE 2014/2015

Mato Grosso tem redução de 4,64% na demanda por energia durante horário de verão

Da Redação - Viviane Petroli

18 Fev 2016 - 14:34

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

A retração de 4,64% na demanda de energia elétrica no horário de ponta foi inferior aos 4,81% constatados no horário de verão 2014/2015

A retração de 4,64% na demanda de energia elétrica no horário de ponta foi inferior aos 4,81% constatados no horário de verão 2014/2015

Mato Grosso registrou uma redução de 4,64% na demanda por energia elétrica no horário de ponta (18h às 21h) durante o horário de verão 2015/2016. O desempenho é inferior aos 4,81% constatados em no período 2014/2015. O horário de verão encerra no próximo domingo, 21 de fevereiro, à meia-noite. O horário de verão 2015/2016 teve 126 dias.

Quando do início do horário de verão no dia 18 de outubro do ano passado a previsão de redução na demanda por energia elétrica no horário de ponta era um decréscimo de 4,3%. Os números foram divulgados na tarde desta quinta-feira, 18 de fevereiro, pela Energisa Mato Grosso.

Leia mais:
Previsão em Mato Grosso é que consumo de energia caia 4,3% no horário de ponta

O horário de verão ocorreu em dez estados, além do Distrito Federal.

Segundo a Energisa Mato Grosso, o percentual está dentro da meta do Operador Nacional do Sistema (ONS), que considera ideal uma retração entre 4% e 5% na demanda por energia elétrica no horário de ponta.

Analise feita pelo Departamento de Operação da Energia Mato Grosso revela que a queda verificada na demanda foi de 52,82 megawatts (MW) no horário de pico.

Em termos de redução de consumo Mato Grosso registrou recuo de 0,85% nesta edição do horário de verão, o equivalente a uma economia de 27.475,32 megawatts-hora (MWh). Tal economia de consumo, de acordo com a Energisa, é suficiente para atender um município do porte de Primavera do Leste, por exemplo, por dois meses ou Chapada dos Guimarães por dez meses.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet