Olhar Direto

Sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Opinião

Pantanal não dá voto

Autor: Eduardo Póvoas

16 Set 2020 - 08:00

Todo ano a mesma coisa. Fogo na Chapada, fogo na Serra de São Vicente, fogo no cerrado etc etc.

Neste ano uma novidade como nunca, o pantanal ta ardendo e de saco cheio de “salvadores” da pátria agora, que nada por lá restou. Não tenho procuração do Governador e do Presidente da República para defende-los desta catástrofe, culpados que são, por alguns desorientados. Este fogo vinha sendo decantado em verso e prosa há muito tempo, anos e anos atrás, e sempre levado em brincadeira.

A compra de áreas enormes pelo Sesc e a retirada dos fazendeiros e de seus animais de lá, proporcionou que os pastos dessas fazendas, outrora administrado e controlado pelos fazendeiros, virassem um pavio de grande proporção para o fogo. Este é sem nenhuma dúvida um dos motivos. Existem outros.

Li semana passada que há um movimento no Congresso Nacional para que uma comissão de Deputados e Senadores visitem o pantanal agora, pós desgraça.

Já disse e repito, o pantanal não precisa de técnicos e muito menos de comissão de Deputados Federais e Senadores para que pós desgraça, tentem adquirir dividendos políticos.

Vão jogar para a plateia.

O que vão fazer lá agora que a planície está quase que totalmente destruída? Tirar foto nas cinzas com animais carbonizados?

Vocês deveriam visita-lo antes da catástrofe apontando e encontrando soluções plausíveis para que o pior não acontecesse. E não foi falta de aviso.

Agora é mise en scene. Não vão, vocês nada tem a fazer por lá. Tiveram inúmeras chances, mas jamais acreditaram no que previa o homem pantaneiro, único que entende e preserva o local, que há muito vem alertando sobre essa catástrofe.

Virão outras, estas já comentadas por mim e que as autoridades fingem não entender, como por exemplo a chegada da soja dentro do perímetro pantaneiro. Aí quando aparecer a mortandade de peixes na região, dirão não saber da causa.

Podem ficar com raiva de mim, mas técnicos presos em salas refrigeradas e que tem medo de mosquito e borboleta, não entendem e não saberão nunca resolver nada dentro do santuário pantaneiro.

Qual a dificuldade que nossas autoridades tem de convidar o homem que lá vive e de lá entende muito bem, para compor uma comissão que tratará do zelo e da conservação dessa planície?

Virão tragédias maiores por lá. Meus amigos que moram lá cansam de comentar comigo como essas tragédias virao.

Será que a opinião deles não vale nada? Será que diplomas e certificados tem o mesmo valor de uma experiência de décadas, nesta causa, para uma região atípica?

O papel do deputado e do Senador é, após escutar as autoridades e principalmente, o homem pantaneiro, contribuir em executar as sugestões dadas por eles, para que nova desgraça não aconteça.

Visitem a área, conversem com aqueles que lá vivem, tenham a humildade de admitir que o que escutarem por lá, valera muito mais que a opinião de um técnico que vive aqui em salas refrigeradas.

Caso o narizinho continue empinado, novos incêndios e catástrofes atingirão a planície que necessita de água e não de fogo. Aí vão querer visitar a área.


EDUARDO PÓVOAS






 
Sitevip Internet