Olhar Conceito

Quinta-feira, 19 de maio de 2022

Notícias | Literatura

próxima terça

Depois de 25 anos trabalhando como jornalista, mato-grossense lança seu primeiro romance

Foto: Reprodução / Da Assessoria

Depois de 25 anos trabalhando como jornalista, mato-grossense lança seu primeiro romance
O primeiro romance épico de uma trilogia, escrito pelo jornalista Rui Matos, será lançado na próxima terça-feira (14) no Salão Nobre do Palácio Paiaguás, às 19h30. Com o pantanal dos anos 30 como pano de fundo, “Agus Dei- No Mar de Água Doce” é uma história fictícia, cheia de mistérios, intrigas e muito do cotidiano rural da década.

Leia mais:

Cuiabano lança segundo voluma de trilogia nesta sexta no Museu Histórico

Rui tem 49 anos, e depois de 25 anos se dedicando ao jornalismo decidiu escrever os livros. “Pesquisei um pouco do falar pantaneiro. Mas a história fluiu porque conheço bem a região e tenho raízes na roça. Não foi difícil retratar o cheiro da fumaça do fogão a lenha e o estalo da lenha seca quando acessa”, contou, em entrevista ao Olhar Conceito. O autor é rondonopolitano, mas nasceu em uma fazenda do município. Há trinta anos em Cuiabá, tem especialização em filosofia, marketing e planejamento estratégico.

Sua primeira obra literária foi selecionada como obra inédita pelo Prêmio Mato Grosso de Literatura, da Secretaria de Estado de Cultura. Além deste prêmio, em 2010 ele foi vencedor do Prêmio Jornalistas & Cia -HSBC de Imprensa e Sustentabilidade e também finalista do 10º GP Ayrton Senna de Jornalismo. Em 2012 e 2014 foi vencedor do Prêmio Sebrae de Jornalismo.

O livro tem dezesseis ilustrações assinadas por Flavia Scheel, sobre fotos de Osmar Cabral Jr e Felipe Barros. A foto da capa é do Mayke Bueno. "Para fazer essa foto, Mayke fucou a noite toda dentro de uma lagoa para esperar a aurora. Essa flor "Niféia", uma das 60 espécies de vitória régia, só floresce por poucos minutos no momento em que o sol nasce. [A foto] É exclusiva", conta o autor. 

Sobre a escolha de uma trilogia para sua estreia como escritor, ele justifica: “Falar de amor, relacionamento, sentimentos em apenas um livro é pouco. Optei pela trilogia porque posso dar mais vazão aos sentimentos e à fantasia. A história começa no Pantanal de Poconé, nos anos 30 e vai continuar em Paris de 1970 e retoma na terceira fase já com o neto do personagem principal do primeiro livro. O Pantanal é assim. As pessoas se fundem entre alma e natureza e a história nunca termina”, finaliza.

Serviço

Lançamento ‘Agnus Dei – No Mar de Água Doce’
Horário: 19h30
Local: Salão Nobre Palácio Paiaguás
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet