Olhar Conceito

Quinta-feira, 19 de maio de 2022

Notícias | Literatura

achado

Professor fundador da UFMT lança primeiro livro de trilogia nesta terça-feira

Foto: Reprodução / Ana Maria Pacheco

Professor fundador da UFMT lança primeiro livro de trilogia nesta terça-feira
O cuiabano José Lobo, 86, foi odontologita, historiador, professor fundador da Universidade Federal de Mato Grosso, fez Academia Militar das Agulhas Negras e é escritor. Nesta terça (21), seu romance “Aterrado Crônica de um romance explícito” será lançado no Salão Social do Sesc Arsenal.

Leia mais:
Prêmio MT de literatura 2016 tem inscrições abertas e vai investir R$300 mil em novas obras

Com capa e ilustrações da artista plástica Ana Maria Pacheco, o livro é editado pela Entrelinhas Editora e conta uma história que se passa no campo, marcada de traços regionais e personagens fortes, como Dionísio, o Senhor do Aterrado. Passando da ficção para a realidade e vice-versa, os personagens tecem a obra e contam a história das pessoas na Fazenda do Aterrado e na vizinhança.

Maria Teresa Carrión Carracedo, editora da Entrelhinha, conta que há mais de dez anos queria publicar o livro de José Lobo, cujos originais lhe chegaram datilografados. Com 380 páginas, o livro é o primeiro volume de uma trilogia.
“Estamos felizes por trazer de volta à cena cultural mato-grossense um homem cuja obra, vivência, reflexões e angústias precisam ser compartilhadas. Devemos ruminá-la para entender”, recomenda.

“Aterrado Crônica de um romance explícito”, inclusive, foi encontrado por Letícia Lobo, filha do autor, guardado em sua casa, num sítio próximo a Cuiabá. Segundo ela, os originais eram de difícil leitura, e eu pai lhe disse, então, que aquela era na verdade uma segunda via, porque fora escrita em duas vias de carbono.

A primeira via, legível, estava na Inglaterra com a artista plástica Ana Maria Pacheco, que José Lobo conheceu quando morou em Goiânia. “Ele ia escrevendo o livro e entregando a ela uma via. Dois anos atrás fui a Londres e ela me entregou essa via, facilitando o trabalho de edição da obra”, diz Letícia. A ilustração da capa foi cedida também por ela, escolhida entre as pinturas que fazem parte do livro “Ana Maria Pacheco: Gravuras, Esculturas” editado pela Pinacoteca de São Paulo.

De acordo com a Assessoria, José Lobo publicou “Lugar e Tempo”, pela Ebrasa, em Brasília, e “Duas Versões”, em 1987, em Cuiabá. Afeito ao teatro, o autor ainda construiu uma arena no quintal de sua casa, na Prainha, onde hoje está uma repartição da Prefeitura de Cuiabá. Ali, seus filhos faziam encenações incentivados por ele.

Segundo Lúcia Palma, técnica administrativa aposentada da UFMT, conta que ele escreveu, ainda a peça “Graciosa e Ridente”, que foi ensaiada até as vésperas da apresentação, mas foi censurada e não chegou a acontecer.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet