Olhar Conceito

Domingo, 16 de janeiro de 2022

Notícias | Literatura

Compilado de dados

ALMT lança livro sobre o Vale do Rio Cuiabá para subsidiar políticas públicas

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

ALMT lança livro sobre o Vale do Rio Cuiabá para subsidiar políticas públicas
Reunindo estatísticas dos treze municípios que compõem o Vale do Rio Cuiabá e Campo Verde, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) lança o livro “Estatísticas do Vale do Rio Cuiabá 2016”, uma iniciativa do presidente da casa, o deputado Guilherme Maluf, para subsidiar políticas públicas de desenvolvimento da região.

Leia mais:
Presos de Mato Grosso podem diminuir pena com entrega de relatórios de leitura

"Sabemos que os municípios da região do Vale do Rio Cuiabá são carentes de muitos serviços, mas para propormos melhorias a eles precisamos, em primeiro lugar, conhecer profundamente a realidade de cada um. É exatamente com esse objetivo que o livro foi confeccionado. As informações reunidas nele servirão como base para a tomada de decisões que contribuam com o desenvolvimento da região", explicou Maluf.

Na publicação estão compilados dados estatísticos das áreas de geografia e meio ambiente; dinâmica populacional; educação; saúde; estatísticas eleitorais; domicílio e saneamento; estrutura fundiária; produção e serviços econômicos; emprego; renda; índices socioeconômicos; mobilidade de pessoas e cargas; segurança pública; cultura; lazer; turismo; comunicação social e organização social, distribuídos em 437 tabelas.

Representando 7% da área de Mato Grosso, a região do Vale do Rio Cuiabá concentra 30,3% da população do estado o que representa 990.786 habitantes, conforme dados de 2015 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Esses e outros dados que constam no livro demonstram que há uma grande desigualdade em distribuição e das atividades sócio-econômicas dos municípios que compõem o Vale do Rio Cuiabá.

Somente a conurbação Cuiabá-Várzea Grande concentra 26% da população de Mato Grosso (849.083 habitantes) e 85,7% da população da região. Além disso, enquanto em alguns municípios há fábricas que funcionam com alta tecnologia, em outros a população sobrevive da atividade da pesca e agricultura familiar.

"Além dos deputados estaduais, agentes públicos e privados, a população também terá acesso à publicação. A intenção é fazer com que todos conheçam a realidade da região e, juntos, possamos elaborar um planejamento estratégico para melhorar a qualidade de vida das pessoas que ali residem", salientou o deputado Guilherme Maluf.

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet