Olhar Conceito

Domingo, 19 de setembro de 2021

Notícias / Artes visuais

fotografia

Jovem fotógrafo cuiabano se destaca com retratos espalhados pela internet

Da Redação - Arthur Santos da Silva

02 Ago 2017 - 09:33

Foto: Rodolfo Luiz

Jovem fotógrafo cuiabano se destaca com retratos espalhados pela internet
Rodolfo Luiz parece querer simular o mundo. Mas não de qualquer jeito. O jovem cuiabano de 21 anos escolheu a fotografia. Para representar a vida, escolheu ainda mais. A fotografia de retrato.

Leia também:
Instalação fotográfica mostra vida de benzedeira e parteira chapadense de 104 anos

“Comecei a fotografar muito cedo, com o celular do meu pai, mais tarde com o meu e com 17 anos tive meu primeiro contato com uma câmera semiprofissional de uma amiga. Essa amiga, dona da câmera, parou de fotografar e eu continuei”, explicou.

E a explicação tem disfarce de coisa repetida. Em tempos recentes fotografar tornou-se algo de linguagem quase que gramaticalmente inteligível. Certamente pelo avanço tecnológico o ato mecânico de capturar a existência não sofre tanta complicação como anos atrás. Fotografar é a extensão física de uma vida nos ambientes das redes sociais. Tarefa simples com maquinas que disparam quase que ininterruptamente durante um segundo. 



Rodolfo, porém, por sua técnica humana antes de maquinada, vem se destacando. É claro que a fotografia está inteiramente lastreada pelo objeto mirado. Mas no caso da fotografia de retrato, o objeto é humano. A mira, se certeira, foca nos olhos. E todos sabem sobre a profundidade dos olhos humanos.

“Eu prefiro fazer retratos, um pouco de fotografa documental e lifestyle. Naveguei por várias áreas, fotografei festas, produtos, animais, porém, me encontrei nos retratos”, salientou em entrevista ao Olhar Direto. 


Exposição, profundidade de campo, obturador, iluminação, composição, cor. São itens essenciais para profissionais. Mas a fotografia de retrato carrega como essência o peso do real. É assim a fotografia de Rodolfo. Se as artes visuais, na ânsia de serem uma ficção realista, desprezam a pose frontal e os olhos nos olhos, o retrato é amorosamente arcaico. 

“Me encanto quando vejo um retrato que capta a essência da pessoa, aquele que parece uma pintura, que te faz entrar no olhar da pessoa. Todos possuímos uma beleza. Tentos explorá-la de uma forma que o fotógrafo nunca viu”.

Fiel aos olhos, Rodolfo parece simular pequenas conversar de íris. Se olhar para sempre é loucura, é loucura a fotografia de Rodolfo. A presença simulada sem estar presente. A natureza convertida mecanicamente em uma impressão de orelhas, bocas, bochechas. Tinta de sangue, talvez.



Rodolfo é jovem. Não se assuste quando sem querer for olhado por um de seus retratos nos próximos anos. 

As obras podem ser adquiridas contatando o número de  telefone (65) 9-9908-9497. Veja algumas fotos no instagram.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet