Olhar Conceito

Quarta-feira, 02 de dezembro de 2020

Notícias / Literatura

Caio Ribeiro lança livro de poesia visual na Academia Mato-Grossense de Letras

Especial para o Olhar Conceito - Isis Oliveira

16 Ago 2017 - 17:00

Foto: Divulgação

Caio Ribeiro

Caio Ribeiro

Transformações, vivências pessoais e acontecimentos do cotidiano englobam o projeto do artista Caio Ribeiro em seu livro “Colecionador de Tempestades” com lançamento nesta sexta-feira (18) na Academia Mato-Grossense de Letras em Cuiabá. O evento que começa às 19 horas contará também com projeções audiovisuais, teatro e música.

Leia também:
Jornalista cuiabano lança livro de contos recheados de sarcasmo, escracho e ironia
 
Inspirado por Wlademir Dias Pino e Paulo Leminski, a poesia visual de Caio Ribeiro explora a importância do poema como um processo, onde o texto é construído na própria página. O conteúdo transpassa acontecimentos cotidianos como datas importantes, tristezas, dores e a capacidade de amar e renascer, como testemunha o autor. “É um livro muito pessoal, quase que poético-biográfico e quem me conhece, obviamente vai se reconhecer naquelas páginas”.
 
Para o artista o título é uma síntesede seu conteúdo. “São tempestades que foram vivenciadas por mim e transformadas em poesias. Minha forma de escrever é intrinsecamente ligada as minhas experiências cotidianas, como se eu só vivesse de verdade quando escrevesse esses registros-poéticos-urgentes. O livro é essa coleção de pequenas tempestades em que me molhei durante 2016 e 2017”, descreve.
 
Caio Augusto Ribeiro é de Rondonópolis, cidade onde nasceu em 1996, mas reside em Cuiabá desde 2011. Estudante de Ciências Sociais na Universidade Federal de Mato Grosso participa ativamente do meio artístico. Ator, diretor e performer, Caiodesenvolveu diversos projetos artísticos, como o de roteirista de filme e diretor de livro.
 
“Brinca com poesia e teatro, um pouco de cada. Se completa entre a certeza e a dúvida. Faz e ensina arte. Já foi professor de Teatro e Artes. Fundador do coletivo Teatro Laboratório Experimental, membro do coletivo SPECTROLAB, projetista, idealista, frequentador da Praça da Mandioca e pai do Marcelo” se descreve.
 
Entusiasta, Caio acredita no poder da amizade e das parcerias. “Sentimentos e pessoas deram corpo a esse livro. Gostaria de agradecer Ramon Carlini e Elaine Caniato, da minha editora; Agradecer à grande amiga Marília Beatriz Figueiredo Leite, presidente da Academia Mato-Grossense de Letras; Presidente de Honra Sonia Botelho e a coordenadora Daniella Paula Oliveira da Sala da Mulher da Assembléia Legislativa de Mato Grosso; Juliana Capilé pela belíssima leitura que está na contracapa; O querido Rodrigo Meloni pela Orelha. A Luiz Marchetti pela foto e a todos que contribuíram e apoiaram de alguma forma esta loucura que é ser escritor”, finaliza.
 
Serviço

Livro “Colecionador de Tempestades” de Caio Augusto Ribeiro
Lançamento: 18 de agosto
19 horas
Local: Academia Mato-Grossense de Letras

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet