Olhar Conceito

Quarta-feira, 28 de julho de 2021

Notícias / Moda

mudança radical

Consultora de multinacional deixa emprego para cuidar da filha e empreende com ‘bijuterias delivery’

Da Redação - Isabela Mercuri

20 Ago 2017 - 08:20

Foto: Arquivo Pessoal

Emanuelle Lino

Emanuelle Lino

Emanuelle Lino tinha tudo o que poderia sonhar: formada em administração, com pós-graduação em gestão de pessoas, era consultora de recursos humanos de uma multinacional, com sede em São Paulo, e respondia pelas ações das equipes das filiais em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Quando se tornou mãe, no entanto, abandonou tudo para ter mais tempo de ficar com sua filha, e investiu em uma empresa de venda de bijuterias ‘delivery’, que apenas quatro meses depois de começar a funcionar, já lhe garante quase a mesma renda do emprego anterior.

Leia também:
Boutique de Luxo tradicional fecha as portas e liquida todo o estoque; Peças a partir de R$50
 
A ‘Manu, eu quero biju’ saiu do papel e se tornou realidade em abril deste ano, depois de muita pesquisa e da tomada de decisão. “Apesar da paixão pelo trabalho que eu desenvolvia, a rotina de reuniões, constantes viagens, relatórios e demais características relacionadas ao mundo corporativo já não estavam mais de acordo com o que eu buscava dentro do meu mais novo e principal papel: ser mãe”, conta a cuiabana.
 
A escolha específica pela revenda de bijuterias aconteceu pela soma de benefícios da área. “Eu só iniciaria um negócio se eu conseguisse algo que eu pudesse empreender sem ter que abrir mão de estar em casa com a minha filha, tivesse flexibilidade e pouca carga horária de trabalho, que precisasse de um baixo investimento e que tivesse um bom retorno para que valesse a pena”, conta.
 
Emanuelle passou a fazer uma pesquisa de mercado e avaliar os fornecedores, investimento inicial, retorno e outros fatores importantes. Pensando também em si mesma – já que sempre comprou e usou bijuterias – ela decidiu investir no ramo.
 
Hoje, quatro meses depois, a ‘Manu, eu quero biju’ já dá um retorno financeiro semelhante ao que a empreendedora tinha antes, quando trabalhava na multinacional. A loja é online e atende via delivery. “Atendo as clientes com horário marcado em seus trabalhos, faculdades, residência... onde for melhor para comprar com as amigas. Viemos com um novo conceito de loja para facilitar não somente a minha vida, mas também a de diversas mulheres que cada vez mais tem menos tempo para irem às compras”, explica.

Foto: Divulgação
 
Os produtos vendidos por Emanuelle são principalmente brincos, mas também pulseiras e chokers, todos a um preço fixo de R$15. “São lindas bijuterias com excelente preço e qualidade. Vendo apenas e somente aquilo que eu compraria. Escolho peça por peça, como se fossem todas para meu próprio uso”, garante.
 
Mesmo com pouco tempo de empresa, além de vender no varejo, hoje Emanuelle também fornece para revendedoras de Cuiabá, Várzea Grande, Chapada dos Guimarães, Rosário Oeste, Água Boa, Feliz Natal e Nova Mutum, além de uma revendedora em Sousa, na Paraíba. “As revendedoras também estão conquistando uma renda extra com baixo investimento, flexibilidade de horário, rápido retorno e lucro de no mínimo 50% do valor investido”, conta.

Segundo a empreendedora, a ideia inicial não era essa. “Porém, eu trabalhava na área de RH, faz parte da minha essência acreditar e querer ajudar a desenvolver as pessoas. Vim de uma realidade de ter contato e entrevistar inúmeros desempregados, mães buscando meios de obter uma renda extra para a família e cada vez mais pessoas em crise financeira. Como eu poderia ajudar dentro dessa nova realidade? Tornando possível para as pessoas que tiverem interesse, um meio de, assim como eu, conseguir obter uma renda extra com baixo investimento através da venda de bijuterias”.
 
Apesar das dificuldades, Emanuelle garante que não se arrepende da decisão tomada. “É difícil abrir mão de algo em que lutamos para conquistar, mas eu sabia que naquele momento essa era a vontade de Deus para a minha vida. Hoje olho para trás e tenho a certeza de que foi a decisão mais difícil e a mais certa que tomei. (...) Todos os elogios, reconhecimentos, promoções, aumentos salariais e diversos momentos de satisfação na carreira profissional, se somados, não se comparam com a alegria de estar em casa ensinando e acompanhando cada minuto de desenvolvimento da minha filha, e a satisfação em saber que ainda assim estou ajudando outras pessoas a ganharem uma renda extra no orçamento mensal”, finaliza.

 
Serviço
 
Manu, eu quero biju
WhatsApp: (65) 99988-6775
INSTAGRAM / FAN PAGE

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet