Olhar Conceito

Notícias / Turismo

Dolina Água Milagrosa: Mato Grosso esconde poço 'sem fundo' de águas cristalinas

Da Redação - Isabela Mercuri

20 Ago 2018 - 11:00

Foto: Isabela Mercuri / Olhar Conceito

Dolina Água Milagrosa: Mato Grosso esconde poço 'sem fundo' de águas cristalinas
Que Mato Grosso é lindo e guarda paisagens incríveis ninguém pode negar. Uma delas fica pertinho de Cáceres, cidade localizada a 234km de Cuiabá, e surpreende até mesmo os ‘trilheiros’ mais experientes: a Dolina Água Milagrosa. A 18km da ‘Princesinha do Pantanal’, o local fica dentro de uma fazenda, e é um poço de águas cristalinas que, até hoje, não se sabe o quanto tem de profundidade.

Leia também:
Novo roteiro leva turistas a trilha e passeio de barco na maior Reserva Particular no Pantanal

O tom da água muda de acordo com a época do ano. Na seca, o azul é turquesa, e o sol refletido na lâmina d’água dá a impressão de que feixes de luz surgem do interior do poço. Nas chuvas, ou após a época de chuva, a água torna-se esverdeada, mas sem perder a cristalinidade.

Dolina após as chuvas (Foto: Naiara Leonor / Olhar Conceito)

A fazenda onde fica a Dolina está distante 18 km de Cáceres pela MT-341, sentido Barra do Bugres. O trajeto demora cerca de 40 minutos, já que grande parte é em estrada de terra.

Chegando ao local, há um quiosque com bebidas e snacks, e um restaurante que serve almoço diariamente. É possível, ainda, se hospedar na fazenda, que conta com 4 apartamentos, com capacidade máxima para 4 pessoas cada.

O visitante pode optar pela visita à Dolina, com flutuação e uso do stand up paddle, com almoço incluso e Day Use na piscina da fazenda. Também é possível só fazer a flutuação, por um preço mais baixo.

A trilha que leva até a água milagrosa tem aproximadamente 850 metros. Depois disso, chega-se a uma escada com pouco mais de 150 degraus. Do topo já é possível avistar o azul (ou verde) do poço. Quando acaba a escada, desce-se uma pequena ladeira, com ajuda de cordas.

‘Dolina’, segundo o dicionário Priberam, é uma “Depressão circular, geralmente em terrenos calcários cársicos, que resulta da dissolução 
química das rochas ou de erosão subterrânea”. O ‘água milagrosa’ fica por conta de uma história, da época da escravidão, em que se conta que os escravos, quando fugiam, chegavam ao local machucados e se curavam depois de banhar-se ali.

Não se sabe ao certo a profundidade da Dolina Água Milagrosa. Mergulhadores profissionais alegam ter chegado aos 180 metros de profundidade sem alcançar o fundo. Por este motivo, só é permitido entrar na água com coletes de proteção, ou fazer mergulho com cilindro somente com certificado de curso.


Dolina (Foto: Isabela Mercuri / Olhar Coneceito) 

É preciso agendar as visitas ao local. Mais informações e agendamentos:  (65) 99902 8010 / INSTAGRAM.

17 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Areal
    21 Ago 2018 às 16:37

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Bianca
    21 Ago 2018 às 14:13

    morria afogada com certeza se eu despencasse dessa escadaria..kkk..não sei nadar..então? sem chance de ir a esse lugar.

  • Rogério Franco
    21 Ago 2018 às 12:34

    Lugar magnífico! Obra prima da natureza.

  • Márcia Ferreira
    21 Ago 2018 às 12:06

    O lugar é bonito, mais sem infraestrutura adequada nem pensar, li os comentários, difícil acesso, sem segura e proprietário mal educado eu não irei. Kkkk #deusmelivredefofoca.

  • Moagenta com frescura
    21 Ago 2018 às 07:00

    Só num pode fazer pipi na água senão fica tudo empossado lá...

  • Wilson Kishi
    21 Ago 2018 às 06:10

    Somente pra informar que a rodovia correta é a MT-343. No mais, parabéns pela matéria.

  • bananilda
    21 Ago 2018 às 02:28

    Este lugar deveria ser fechado à visitação.

  • Maxweell
    20 Ago 2018 às 22:59

    Fui visitar mês passado, passei mal na escadaria e precisei de socorro que foi negado pelo próprio dono do estabelecimento. Lugar Belo mas não vale o risco de Vida. Cáceres e repleta de lugares maravilhosos!

  • Pimentinha
    20 Ago 2018 às 22:14

    Conheço o lugar, Deus nos presentou com essa beleza natural, mas o proprietário despreparado, mal educado, escadarias caindo os pedaços, não têm nenhuma segurança. Se vc passar mal, afogar, desmaiar, machucar-se, vc morre. Não excesso para carros, guarda vidas e etc. NÃO RECOMENDO

  • Davi
    20 Ago 2018 às 19:24

    Alguns integrantes do MST capitaneados por alguns líderes entraram com uma ação judicial alegando ser quilombolas e já ganharam em primeira instância. Quem quiser visitar visite logo.

Redes Sociais

Sitevip Internet