Olhar Conceito

Segunda-feira, 19 de abril de 2021

Notícias / Música

Homenagem a Cuiabá

Com ‘Bolinha’, ‘Terapia de Lembranças’ da Unimed estimula memória por meio da música

Da Redação - Isabela Mercuri

03 Abr 2019 - 14:06

Foto: Da Assessoria

Com ‘Bolinha’, ‘Terapia de Lembranças’ da Unimed estimula memória por meio da música
A segunda edição do projeto ‘Terapia de Lembranças’, da Unimed Cuiabá, aproveitou a data para comemorar os 300 anos de Cuiabá e convidou o músico ‘Bolinha’. Ele foi colocado em um cinema e convidado a se lembrar dos grandes momentos de sucesso de sua vida.

Leia também:
Expoente do rasqueado, Mestre Bolinha precisa de doações de sangue

O presidente da Unimed Cuiabá, Dr. Rubens Carlos de Oliveira Junior, conta que o projeto "Terapia de Lembranças" foi lançado em 2018 como uma forma de a Cooperativa comemorar o aniversário da Capital e, ao mesmo tempo, promover a saúde e a qualidade de vida dos idosos.

Na primeira edição, um livro de fotos estimulou os idosos a lembrarem do passado por meio de fotos antigas da Capital. Além de um livro, ofertado gratuitamente à população em geral, um site criado especialmente para a ação convidava as pessoas a embarcarem numa viagem mental ao passado de Cuiabá, revendo ruas, praças, casarões.

Desta vez, o estímulo é feito por meio da música, com base na constatação de que ela promove um aumento significativo na atividade cerebral. Foi o que aconteceu com o músico cuiabano João Batista de Jesus, 79 anos, conhecido como Bolinha. Colocado frente a frente com imagens, músicas e até uma versão atual de sua antiga banda, a Jacildo e Seus Rapazes, o saxofonista pareceu ter remoçado décadas, lembrando de muitos detalhes do tempo em que percorria Cuiabá e o interior do estado fazendo shows. Seus relatos remontaram uma cidade de grande efervescência cultural, com clubes e casas de espetáculos que atraiam muita gente.

De acordo com a assessoria da Unimed, com os anos o cérebro perde a capacidade de acessar algumas memórias por causa do envelhecimento e de doenças neurodegenerativas, como o Mal de Alzheimer. No entanto, é possível prevenir e até mesmo tratar o problema exercitando a memória, e esta é a proposta do projeto "Terapia de Lembranças".

O neurocirurgião Giovani Mendes explica que a música, presente em momentos de alegria e também de tristeza, tem poder de despertar emoções, reavivar lembranças e promover um complexo de atividades em inúmeras áreas do cérebro. "Ao ativá-las, a música promove alterações fisiológicas que afetam o nosso organismo das mais diferentes formas. É por isso que temos sensações de prazer, bem-estar, saudade e até aquele aperto no coração. São alterações do ritmo cardíaco, do ritmo respiratório e até do ritmo cerebral".

Segundo o especialista, isso acontece porque a música estimula a liberação de neurotransmissores como a serotonina, dopamina, norepinefrina, entre outros. Eles são como mensageiros que transportam informações entre as células nervosas e delas para o restante de nosso corpo. "O que ela faz é estimular a produção desses neurotransmissores que estão em falta nas pessoas acometidas por doenças como o Mal de Alzheimer", exemplifica.
 
Neste ano, segundo Rubens, presidente da Unimed Cuiabá, “"A música foi escolhida porque comumente está ligada aos mais diversos momentos de nossas vidas. Funciona como um gatilho que imediatamente nos remete ao passado e reaviva a memória".

A iniciativa está em sintonia com os objetivos da Unimed Cuiabá direcionados aos clientes com mais de 60 anos, com programas de saúde como o Viver Melhor. "Com essa nova etapa do 'Terapia de Lembranças' a Unimed Cuiabá reafirma a preocupação e o carinho que tem com os idosos e com a cidade", finaliza.

No site do projeto http://www.terapiadelembrancas.com.br o visitante encontra tudo sobre a proposta. Há entrevistas com o músico Bolinha e o médico sócio fundador da Unimed Cuiabá Hilton Taques, a palavra do neurocirurgião Giovani Mendes e uma playlist especialmente montada para viajar no tempo com canções que foram sucesso em vários momentos da história da tricentenária Cuiabá.

 Assista ao vídeo da campanha:
 

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet