Olhar Conceito

Quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Notícias / Música

Rapper produz evento de música haitiana e africana em Cuiabá no próximo sábado

Da Redação - Isabela Mercuri

19 Mai 2019 - 15:04

Foto: Reprodução/Internet

Rapper produz evento de música haitiana e africana em Cuiabá no próximo sábado
Uma noite voltada à cultura do Haiti e de alguns países da África acontece no próximo sábado (25) em Cuiabá, a partir das 20h, no espaço do Grupo de União e Consciência Negra de Mato Grosso (Grucon), Centro Comunitário do bairro Jardim Universitário. O evento terá apresentações de Deejay Nal e Poony Btag, e como atração principal, o rapper haitiano Asid Adult Man, que também é proprietário da produtora que realiza a festa, Dream Production HT.

Leia também:
Sobrevivente do terremoto, rapper haitiano investe na carreira em Cuiabá


Asid saiu do Haiti logo após o terremoto, e se mudou para Santiago, capital do Chile, onde morou por cerca de um ano antes de vir para o Brasil, onde já está há seis. Sua história com a música começou desde cedo.

“A música, para mim, é como um remédio, como um facilitador do viver: quando a gente não está muito contente, ou francamente triste, ela vem em nosso auxílio. Qualquer coisa, alegria ou tristeza, ajuda a trazer inspiração. Música, então, para mim é um elemento a mais: completa a pessoa, de um jeito ou de outro”, afirma.

De acordo com a assessoria, o rap também sempre foi parte integrante de sua infância. “O rap sempre esteve com a gente, desde a escola, às vezes quando o professor ainda não tinha chegado para a aula, a gente ficava lá batucando nas carteiras, tirando ali mesmo o nosso som, os nossos ritmos”.

Em seu país natal, o rap é o segundo grande ritmo, que perde somente para a kompa (pronuncia-se ‘compá’) que, segundo definição genérica, envolve o uso de sintetizadores, guitarra, batidas de médio a rápido andamento e é bastante conhecida no mundo, especialmente no Caribe. O rap, lá como cá, é mais praticado pelos jovens, é sua maneira peculiar de se comunicar pela via musical.

“Através do rap, circulam as mensagens, as palavras que precisamos dizer e muitas vezes não encontramos outro meio de expressar. É nossa forma de tentar chegar às pessoas em geral, ao governo até, com nossas reivindicações, nossos protestos. É nossa grande voz. Desse modo, é uma base, algo que segura os jovens, jamais pode parar de ser feito”, diz.

Além de cantor e compositor, Asid também fotografa e, hoje, é produtor musical. Muitas vezes ajuda conterrâneos e outros artistas, ainda com mais dificuldades que ele. Assim, foi justamente para sobreviver e também dar o suporte necessário aos companheiros e companheiras que ele decidiu fundar, e mantém, um pequeno estúdio de produção musical.

“Então, juntando minhas habilidades de música e fotografia, decidi instalar o estúdio de áudio e vídeo; não é uma coisa de alto nível, mas o suficiente para ajudar a eles. Por ali, eles podem começar”, afirma. E prossegue, detalhando seu modus operandi: “pela amizade, às vezes faço um valor simbólico; a pessoa diz ‘só tenho cem reais’, não tem problema, fazemos por cem. Então, a ideia é esta: um vai ajudando o outro: enquanto eu os ajudo, eles também vão me ajudando a sobreviver e a seguir com o meu sonho, a minha arte”.

No último dia 30 de abril, Asid participou, a convite do maestro Fabrício Carvalhode um concerto da Orquestra Sinfônica da UFMT intitulado Mato Grosso de Todos os Ritmos, no palco da Arena Pantanal.

“O Asid, na verdade, é um líder dessa comunidade de artistas (haitianos, venezuelanos, senegaleses, gente de outros pontos da América Central, da África, da Guiné-Bissau). E é líder principalmente por essa sua característica de empreendedorismo artístico. Esse, a rigor, é o grande diferencial dele”, afirma o maestro da Orquestra, Fabrício Carvalho.



Serviço

Noite Afro-Haitiana
Produção: Dream Production HT
Onde: Grucon (Grupo de União e Consciência Negra de Mato Grosso), Centro Comunitário - Av. Rui Barbosa, 640 - Jardim Universitário - Cuiabá
Horário: dia 25/05, sábado, às 20h
Valor da entrada: 40 reais; meia-entrada para estudantes a 20 reais
Ponto de vendas: Bar Reveurs – Av. Dante Martins de Oliveira (Av. dos Trabalhadores) - Campo Verde, Cuiabá
Informações: (65) 99274-1105 e 99258-5101

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Redes Sociais

Sitevip Internet