Olhar Conceito

Segunda-feira, 22 de julho de 2019

Notícias / Política Cultural

Museu instalado em prédio de 1842 pede doações para reparos estruturais

Da Redação - Isabela Mercuri

11 Jul 2019 - 14:11

Foto: Da Assessoria

Museu está em reforma

Museu está em reforma

O Museu de História Natural Casa Dom Aquino, que está em reforma desde o início do mês de junho, pede doações para terminar os reparos estruturais do prédio onde está abrigado. Construída em 1842, a Casa Dom Aquino é tombada como Patrimônio Histórico Cultural e, por isso, a obra de reparos é de alto custo.

Leia também:
Exposição em homenagem ao premiado artista plástico João Pedro Arruda abre as portas no MACP
 
De acordo com a assessoria, uma empresa especializada foi contratada para fazer as melhorias no museu. As doações necessárias são de materiais para pintura ou mão de obra, para auxiliar no mutirão que será realizado em breve.



Em 2018, o museu participou de um edital do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), órgão ligado ao Ministério da Cultura, e foi contemplado com um prêmio para ser utilizado em melhorias na infraestrutura, como a substituição das madeiras do telhado e ajustes na parte elétrica.
 
O museu também recebeu do Instituto ECOSS um auxílio para a manutenção das esquadrias das portas e janelas. No entanto, ainda falta a pintura do imóvel e reparos nas salas de exposição para finalizar a revitalização do casarão histórico. 
 
A Casa Dom Aquino fica na beira do rio Cuiabá, e abriga desde 2006 o Museu de História Natural Casa Dom Aquino, que traz uma exposição permanente de Arqueologia e Paleontologia.
 
O local conta com vasta programação cultural, que ocorre durante todo o ano nos espaços abertos. O museu é gerenciado pelo Instituto Ecossistemas e Populações Tradicionais (ECOSS) em parceria com a Secretaria de Cultura do Estado de Mato Grosso, e conta com um amplo acervo de peças, distribuídas entre a exposição aberta ao público e peças salvaguardadas cuidadosamente na Reserva Técnica.
 
Contendo fósseis de animais já extintos, as peças da exposição representam a evolução biológica através das eras geológicas e arqueológica, e artefatos produzidos pelo homem desde a pré-história até os dias atuais.
 
Os principais itens do acervo são os fósseis da preguiça e tatu gigante, dinossauros, animais marinhos encontrados em Chapada dos Guimarães e peças cerâmicas produzidas por nossos antepassados. Atualmente o museu está aberto somente para eventos ocasionais e tem a reabertura da exposição prevista para a última semana de setembro.
 
Para participar do mutirão ou ajudar com alguma doação financeira ou de materiais, os interessados podem entrar em contato através do telefone (65) 3634-4858 e acompanhar os trabalhos pelas redes sociais (Fan Page e Instagram). O museu está localizado na Avenida Beira Rio, nº 2000, bairro Dom Aquino, Cuiabá.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Paulo R. Sabão
    12 Jul 2019 às 15:28

    Onde esta o governo,Onde esta o Min da Cultura,o gov. do estado,a secretária de cultura. Essas tarefas são das autoridades,cadê os recursos da cultura. Infelizmente eles não levam a cultura a sério,basta ver os casarões Cuiabano,e Cacerense, e de outros municipios sucumbindo sem ninguém tomar providencias.É muito triste.

  • Prof. Sérgio Cintra
    11 Jul 2019 às 14:47

    Pede para o Bolsonaro.

Redes Sociais

Sitevip Internet