Olhar Conceito

Quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Notícias / Música

‘UFMT em cordas’ apresenta repertório de tango com homenagem a Piazzola

Da Redação - Isabela Mercuri

14 Ago 2019 - 09:13

Foto: Reprodução / Ilustração

‘UFMT em cordas’ apresenta repertório de tango com homenagem a Piazzola
O projeto ‘UFMT em Cordas’ apresenta, nesta quarta-feira (14), um concerto com repertório de tango, cujo eixo é as canções do compositor Astor Piazolla. A apresentação começa às 19h30, no Teatro Universitário, e a entrada é gratuita. A distribuição do ingresso começa uma hora antes da apresentação na bilheteria do local.

Leia também:
Aos 78, Roberto Carlos canta por duas horas acompanhado de multidão em Cuiabá

‘Cuiabá Porteña’ – nome do espetáculo – também quer apresentar a importância histórica do Porto para Cuiabá, região que segue significativa para a cidade. “Assim como Cuiabá, outras cidades do tango também têm seus portos e a gente quis transformar nosso porto cuiabano em um porto portenho com a influência do tango de Piazolla”, conta professora Rúbia Naspolini Yatsugafu, coordenadora do projeto de extensão “UFMT com a Corda Toda”, que engloba o “UFMT em Cordas”.

O concerto contará com a participação de uma série de convidados. Dentre eles, o violinista e professor da UFMT, Oliver Yatsugafu; o violinista Winston Ramalho, que participou de concertos e recitais de câmara no Brasil, Áustria, Inglaterra, Alemanha, Hungria, Itália, Croácia e Bélgica, além de ser solista de importantes orquestras do Brasil e do mundo; a violista Fernanda Pavan, que integra a Orquestra Sinfônica da UFMT e dá aulas no “UFMT com a Corda Toda”, e também participou de festivais no Brasil e no exterior, além de acompanhar músicos da MPB; o violoncelista David Gardner, natural da Inglaterra, que atua em vários países europeus e é docente na Universidade Federal de Goiás (UFG); e o contrabaixista Alexandre Ritter, que atua na música sinfônica, de câmara e como solista, além de ser pesquisador, pedagogo e produtor, apresentando seu trabalho no Brasil, Alemanha, Argentina, Canadá, Costa Rica, França, Holanda, Itália e Estados Unidos, além de ser professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

De acordo com a assessoria da universidade, a ideia do espetáculo era que o “UFMT em Cordas” pudesse fazer algo diferente do tradicional. “A ideia foi trazer para a formação dos nossos estudantes e também para a formação do nosso público um repertório diferente do que a gente tem construído nos últimos concertos”, explica a coordenadora do projeto. “A gente tem feito concertos com características bem diferentes, cada um com sua identidade justamente para explorar as diversas e inúmeras possibilidade interpretativas que o projeto é capaz de desenvolver”, acrescenta. 

A apresentação é uma realização da Pró-reitoria de Cultura, Extensão e Vivência (Procev), UFMT Com a Corda Toda e do Departamento de Artes da Faculdade de Comunicação e Artes (FCA) da UFMT e o programa “UFMT com a Corda Toda” conta com o apoio da Coordenação de Extensão (Codex).

Mais informações sobre o “UFMT Com a Corda Toda” podem ser obtidas pelo e-mail ufmtcomacordatoda@gmail.com ou na página do programa.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Redes Sociais

Sitevip Internet