Olhar Conceito

Segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Notícias / Música

Segunda edição do ‘Zebra Convida’ une música e artes visuais na tarde de domingo

Da Redação - Isabela Mercuri

16 Ago 2019 - 17:02

Foto: Neto Costa

Segunda edição do ‘Zebra Convida’ une música e artes visuais na tarde de domingo
A segunda edição do projeto ‘Zebra Convida’ acontece neste domingo (18) e, em clima intimista, reúne música, artes visuais e diversão. Desta vez, se apresentam Cris Chaves (forró autoral), Juliane Grisólia (samba), MC Reggae Rap Ahgave e Mene (apresentação de raízes ancestrais com música, enaltecimento da mulher negra e cultura afro-brasileira). Os ingressos custam R$20 e estão à venda pela internet.

Leia também:
Orquestra da UFMT apresenta concerto com convidados e entrada franca

O ‘Zebra’ nasceu em 2018 como um coletivo negro de produção audiovisual, ganhando notoriedade com o premiado curta-metragem “Como Ser Racista em 10 Passos”. Após diversas exibições do filme pelo país, em escolas, universidades, mostras e festivais, o grupo decidiu unir cinema e produção artística, criando o Zebra Acústico.
 
A primeira edição do ‘Zebra Convida’ aconteceu na casa do artista mato-grossense André Gorayeb, e teve como uma das atrações Lupita Amorim, “travesti preta e periférica”, como ela mesma tem orgulho de se afirmar. “Foi muito importante para mim também quanto travesti preta estar ali no palco representando a minha comunidade, pois é significativo para mim que outras pessoas vejam como pessoas como eu são diversas e podem fazer várias coisas, como ser apresentadora de um evento, por exemplo”, afirma ela, que é atriz, dançarina, modelo e estudante de Ciências Sociais da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

Na segunda edição, os organizadores já avisam que, mais uma vez, “Nenhuma forma de preconceito ou discriminação será tolerada”. A festa terá cenário caipira e contará, ainda, com uma tradicional quadrilha. Além disso, haverá exposição artística dos desenhos de Luana Brandão.

“O registro do evento continua como pilar central do coletivo botando as câmeras pra jogo. Como um meio de aprendizagem, as imagens feitas pelo coletivo fazem parte dessa busca autônoma de movimentar a cena através de um olhar mais representativo”, afirma a assessoria.

“Foi uma forma que a gente encontrou de divulgar as nossas produções, conseguir valorizar artistas regionais e manter o público próximo do nosso trabalho”, conta Neto Costa, produtor executivo do Zebra.

O espaço irá contar com palco aberto, cinema ao ar livre, comidas típicas, doces, salgados e bebidas. Os ingressos antecipados estão à venda na plataforma do Sympla (AQUI). O início do evento está marcado para as 15h, e a programação segue até as 23h.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Jonas
    17 Ago 2019 às 09:10

    Uma Riqueza cultural ! Como Cuiabá evoluiu ...

  • lucas martins
    16 Ago 2019 às 18:41

    infelizmente muitos desses jovens que se dizem avançados, negros e gaus, são mais conservadores do que pensam que não são

  • Brenno
    16 Ago 2019 às 18:21

    Paola, vamos lá, a cidade cresceu, tem lugares pra todo mundo, imagina lugares pra um gosto só? Nunca seríamos uma capital. Mas sempre é tempo de vc mudar pra uma vila no interior com apenas um boteco, e só pra encerrar, ninguém é obrigado a ir onde não quer, se vc não curte, não vá! Simples assim... grande abraço!

  • Paolo
    16 Ago 2019 às 17:49

    Cuiabá já foi uma cidade que prestava.

Redes Sociais

Sitevip Internet