Olhar Conceito

Terça-feira, 15 de outubro de 2019

Notícias / Cinema

Coletivo abre inscrições para 4ª Mostra de Cinema Negro de Mato Grosso

Da Redação - Isabela Mercuri

22 Ago 2019 - 17:00

Foto: Reprodução / Ilustração

Coletivo abre inscrições para 4ª Mostra de Cinema Negro de Mato Grosso
Produtores e realizadores negros podem se inscrever, até o próximo dia 12 de setembro, na 4ª Mostra de Cinema Negro de Mato Grosso. As inscrições foram abertas na última terça-feira (20), e serão aceitos curtas, médias e longas de todos os gêneros (ficção, documentário, animação, experimental e outros).

Leia também:
Drama francês, suspense coreano e ficção-científica dos EUA integram programação alternativa de cinema

A Comissão Organizadora fará uma pré-seleção, e os escolhidos serão anunciados a partir do dia 16 de setembro de 2019, na página do Coletivo Audiovisual Negro Quariterê – MT. O Júri Oficial, depois, elegerá o Melhor Filme de Ficção, o Melhor Filme Experimental e o Melhor Documentário, e caso julgue necessário, uma Menção Honrosa (Prêmio Especial). Além disso, será concedido um troféu, mediante Júri Popular, ao melhor filme exibido no auditório.

De acordo com a assessoria do coletivo, a mostra é uma ferramenta para debater e refletir sobre o protagonismo negro no audiovisual, além de uma resposta aos anseios de produtores afrodescendentes do estado de Mato Grosso, que buscam dar visibilidade à produção audiovisual negra regional e nacional.

Nesta edição da mostra, o homenageado e convidado especial será o professor Celso Luiz Prudente. Ele tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em Antropologia das Populações Afro-Brasileiras que atua principalmente nos seguintes temas: cinema; reconhecimento dos realizadores; o negro; cultura, casa grande; senzala, cinema novo; Glauber Rocha; negro e filme; cinema; poesia; cabo verde.

A Mostra de Cinema Negro de Mato Grosso é a terceira com a organização Coletivo Audiovisual Negro Quariterê (responsável pelas edições de 2017 e 2018). Neste ano ela será realizada de 16 a 18 de outubro, no Auditório do Centro Cultural da Universidade Federal de Mato Grosso. 

Link para inscrições AQUI

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Luis
    23 Ago 2019 às 11:19

    Palhaçada! Além de ser algo altamente preconceituso... É mais uma forma de pessoas que não conseguem se destacar no mercado por falta de qualidade... usarem dinheiro público com a desculpa esfarrapada de "valorizar a cultura negra". Posso então valorizar a cultura branca? Posso decretar o dia do orgulho branco? Brancos no brasil são a minoria assim como os verdadeiros negros... o Brasil é mixigênado... e a maioria é parda... que não é negro nem branco... Cotas em todas as areas para serem justas devem ser sociais e não raciais...

  • Bainho
    23 Ago 2019 às 08:24

    Quanta trivialidade, cinema negro... que coisa mais sem nexo!

  • Marinho
    23 Ago 2019 às 06:40

    Cinema assim como outras artes não devem ser separado por cor. Inaceitável essa situação.

  • Rosana
    22 Ago 2019 às 18:22

    Cinema negro? Não sabia que existia cinema branco. É cada uma...

  • Janinha Gusmão
    22 Ago 2019 às 18:17

    Cultura inútil...

  • Santos
    22 Ago 2019 às 18:01

    cinema negro?? beleza!! ... MASSSS Se algum dia sugir algo parecido SÓ com brancos, não queremos mi-mi-mi, tá ok?

  • Cris
    22 Ago 2019 às 18:00

    Se fosse cinema branco alguem estaria atras das grades. Engraçado isso.

  • Paolo
    22 Ago 2019 às 17:51

    Cinema negro...kkkkkkkk esse país é uma palhaçada mesmo.

Redes Sociais

Sitevip Internet