Olhar Conceito

Segunda-feira, 09 de dezembro de 2019

Notícias / Cinema

Filme com Gagliasso gravado em Cuiabá participa de renomado festival de Brasília

da Redação - Isabela Mercuri

08 Nov 2019 - 17:05

Foto: Reprodução / Ilustração

Filme com Gagliasso gravado em Cuiabá participa de renomado festival de Brasília
O filme ‘Loop’, dirigido pelo cuiabano Bruno Bini, co-produzido pela Globo Filmes e gravado na capital mato-grossense, será lançado no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, que acontece de 22 de novembro a 01 de dezembro. A obra de ficção de 98 minutos participa da ‘Mostra Competitiva de Longas’.

Leia também:
Gravação de filme com Bruno Gagliasso na Praça Popular chama atenção dos moradores

As filmagens começaram em fevereiro de 2018. O filme é fruto de um projeto aprovado por editais do Governo do Estado, Prefeitura de Cuiabá, e com fundos da Lei do Audiovisual, da Agência Nacional do Cinema (Ancine) e do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), e tem o Canal Brasil como um dos patrocinadores.

O personagem principal da trama é interpretado pelo ator global Bruno Gagliasso, e a supervisão artística ficou por conta do renomado diretor Fernando Meirelles. O cuiabano Bruno Bini, diretor e roteirista, já recebeu 47 prêmios por seus curtas em diversos festivais em todo o mundo.

Além de Bruno Gagliasso, participam também do núcleo principal do filme Bia Arantes (O Filme da Minha Vida), Branca Messina (Não por Acaso, 400 Contra 1) e Nikolas Antunes (Liberdade, Liberdade; Ilha de Ferro).

O contato com a Globo Filmes surgiu a partir da co-produção, que é da Valkyria Filmes, uma produtora do Rio de Janeiro. O filme passou por um processo de seleção interno da casa, com uma comissão de diretores como Cacá Diegues e Fernando Meirelles. Fernando – famoso por ter dirigido ‘Cidade de Deus’ – se interessou pela história, e entrou como supervisor artístico, pela Globo Filmes. A produção é da Plano B Filmes, de Cuiabá, e tem também co-produção da Druzina Content.

‘Loop’ conta a história de um rapaz que fica obcecado com a ideia de voltar no tempo depois que a namorada morre. Durante o processo a investigação do assassinato da namorada, ele acaba descobrindo que ele pode ter relação com uma tragédia pessoal dele próprio. Trata-se de uma ficção científica realista com toques de suspense.

Após o lançamento, a ideia é que haja distribuição nacional. A entrada da Globo Filmes traz, dentro do acordo, a cessão de direitos de exibição depois de ele passar em cinemas comerciais.

Mostra competitiva

Esta é a primeira vez que um longa-metragem mato-grossense é selecionado para a mostra competitiva do Festival. No total, foram longa-metragens 189 inscritos. Os filmes concorrerão a prêmios em dinheiro e aos cobiçados troféus Candango.

A premiação será definida por um júri que tem Cacá Diegues como presidente e nomes expressivos do setor audiovisual nacional, como a atriz Bruna Linzmeyer, o jornalista Artur Xexéo e o crítico Pablo Villaça. O festival é o mais antigo e tradicional do país, que chega à 52ª edição, entre os dias 22 de novembro e 1º de dezembro, na capital do Brasil.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Edson Palma Ribeiro
    11 Nov 2019 às 10:58

    Lembrando que a musica "O Grito" que está no Filme é do musico Alexandre Facchini em parceria co Luck Pança e interpretada por sua Filha NINA OCK... Familia Facchini só tem artistas... SHOW de talentos

  • Dudu
    10 Nov 2019 às 12:10

    Grande coisa!!

  • Pedro
    09 Nov 2019 às 19:29

    Parabéns ao diretor cuiabano , sucesso a ele , orgulha nosso estado e nossa cidade , ansioso para estreia

  • Cramulhão
    09 Nov 2019 às 09:26

    Pois é, começaram por colocar um nome parecido com o de outro filme (este muito famoso). Resultado: Nunca voce vai encontrar filme com o nome LOOP mas vai achar milhões com o nome LOOPER. Depois reclamam que não gostamos de cinema.

Redes Sociais

Sitevip Internet