Olhar Conceito

Segunda-feira, 24 de junho de 2024

Notícias | Artes visuais

VIRALIZOU

Garoto de Várzea Grande com ‘síndrome charge’ surpreende com desenhos digitais

Foto: Arquivo Pessoal

Desenho feito por Pedro, e o artista no detalhe

Desenho feito por Pedro, e o artista no detalhe

Sybelle Rosa, 42, não imaginava a repercussão que dariam os desenhos de seu filho, Pedro Rosa Santos, depois de publicá-los em alguns grupos dos quais faz parte na internet. Ele, que tem 14 anos, foi diagnosticado assim que nasceu com ‘Síndrome de Charge’, uma “associação não-aleatória de anomalias, que ocorrem juntas com maior frequência do que seria de esperar pelo acaso”, faz desenhos no computador e, recentemente, começou a ‘fazer sucesso’ nas redes sociais com suas produções.


Leia também:
Nove artistas de MT são selecionados para Bienal em São Paulo

“Ele, na verdade, sempre teve coordenação boa. Toda vez que colocava no papel, saía alguma coisa, mas eram desenhos abstratos”, conta a mãe, Sybelle Rosa. Há cerca de quatro anos, no entanto, as criações passaram a ter formas mais claras, e ela se atentou ao talento do filho. Um dos desafios, no entanto, era conseguir salvá-los.

“Ele usa o Paint no computador, mas faz coisas que ninguém consegue fazer. Eu nem sei mexer, ele aprendeu sozinho”, lembra. “Eu comecei a perceber que ele fazia, mas ele só desenhava e depois apagava. Precisei trabalhar com ele a ideia de que deveria salvar os desenhos”.

No início, Sybelle conseguiu salvar as obras com numeração. Com o tempo, no entanto, ele percebeu, e passou a só deixar a mãe salvar se ela conseguisse entender o que ele tinha desenhado. Pedro tem traços de autismo, surdez profunda, paralisia no olho esquerdo e uma válvula do coração em acompanhamento. Por causa da síndrome, teve que fazer uma cirurgia cardíaca aos seis meses de vida.

Desde que ele começou a fazer os desenhos mais elaborados, o irmão de Sybelle, Walkyr Rosa, passou a incentivá-la a criar uma página para divulgá-los. Ela relutou, mas decidiu fazer uma rifa de uma das obras, para ajudar na festa de Natal. O sucesso foi tanto que um conhecido, Wesley Andrade, decidiu comprar um dos desenhos impresso. Logo depois, a veterinária Vanessa dos Santos perguntou se, por acaso, ele não faria o desenho do cachorrinho dela.

“Eu falei: ele faz, mas faz com o olhar de como ele vê, as cores que ele vê... não fica realista, fica em forma de desenho mesmo”, lembra Sybelle. O resultado foi ótimo, e a veterinária ficou tão satisfeita que ainda comprou outro desenho, de uma raposa.

Depois disso, a mãe decidiu publicar em alguns grupos na internet, para sentir se o público gostaria mesmo das obras do filho. Foi aí que veio a surpresa. “Foi um fervoroso que eu não consigo mais responder as mensagens... Teve quase cinco mil curtidas no grupo das donas de casa, e no ‘Entre Mulheres’, quase três mil”.

Com tanta repercussão, apareceu muita gente querendo que Pedro fizesse desenhos de seus animais de estimação. No entanto, o garoto desenha no tempo dele. Sybelle explica que não tem como forçá-lo a fazer o que não quer e, por isso, incentiva os que querem uma obra, a comprarem as que ele já fez.

Por este motivo, ela fará no aniversário dele – que será comemorado em 1º de fevereiro – uma exposição de suas obras. Segundo Sybelle, tudo o que consegue com a venda das obras vai para cuidar do próprio Pedro, já que ela não consegue trabalhar, e, agora, sua prioridade é comprar um computador melhor que ele pediu.

Após o aniversário, ela vai criar uma página com os desenhos digitais do filho. Por enquanto, quem se interessar por uma obra, deve entrar em contato pelo (65) 98163-3361.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet