Olhar Conceito

Sexta-feira, 03 de abril de 2020

Notícias / Diversão e Lazer

Projetos culturais de música, teatro e dança tomam conta das ruas de Cuiabá em março

Da Redação - José Lucas Salvani

19 Fev 2020 - 17:17

Foto: Karen Malagoli

Douglas Peron entre artistas Tatiana Horevicht e Juliana Capilé

Douglas Peron entre artistas Tatiana Horevicht e Juliana Capilé

A partir de 28 de março, dez projetos culturais, como música, teatro e dança, irão tomar conta dos espaços públicos de Cuiabá como o Centro Histórico e Parque das Águas. Os selecionados pelo Arvinte, idealizado por Luiz Marchetti e Caio Ribeiro, iniciam a residência artística nos espaços escolhidos ainda em fevereiro, no dia 28. O Arvinte será finalizado em 16 de abril.

Leia mais:
Prefeitura anuncia Salgadinho do Katinguelê como atração do Carnaval; veja grade completa

Entre os dez projetos aprovados, estão "O que vejo de onde vejo", do Diamond Crew;  Mic_Hell, de Michell Charlles e Einstein Halking; Tríade, de Elka Victorino, Juliana Capilé e Tatiana Horevicht; Contida Nunca Mais, do Cena Livre de Teatro;  Coió, de Caio Ribeiro, Douglas Peron e Luiz Marchetti; Vida Provisória, do coletivo Coma A Fronteira; Invisível Menino Gordo, de Hend Santana; O Conto do Vigário, de Luisa Lamar, Brincando de Reciclar, do SpectroLab e Laboratório Prático do desanestesiamento dos sentidos, do Theatro Fúria.

Cada um dos dez projetos escolheu um local público em Cuiabá para poder realizar sua apresentação. Os locais escolhidos são o Parque das Águas, Centro Histórico, Parque da Nascente, Museu de Imagem de Som (MISC), Clube Feminino, Praça Alencastro e Praça do Pedra 90.

Além de viabilizar as apresentações, os artistas selecionados irão participar de oficinas de capacitação, palestra, laboratórios e ensaios abertos que culminarão em exibições ao público. Ao final, ainda terão em mãos um catálogo impresso.

A Arvinte também irá promover ações de conversas, o Arvinte Diálogos, que são abertas a toda a comunidade. A primeira está programada para o dia 15 de março, com Martihê Azevedo, doutora em Artes Cênicas e Mestre em Cinema pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) e pesquisadora associada do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea da Universidade Federal de Mato Grosso (ECCO/UFMT).

Já no dia 21 de março acontecerá um bate-papo sobre história do processo criativo no Brasil, com Johana Albuquerque. Ela é diretora, atriz, produtora e pesquisadora teatral e pós-doutora em Pedagogia da Encenação pela ECA/USP.

Cumplicidade artística

A divulgação dos projetos selecionados aconteceu na última segunda-feira (17), no Centro Audiovisual Luiz Marchetti (Calm). Os representantes de cada projeto assinaram contrato e foram informados sobre o cronograma de atividade.

Caio Ribeiro ressalta que os artistas estarão amparados em várias frentes. "Desde a criação até a exibição dos trabalhos. Com som, iluminação, palco, tudo que for necessário. Sem contar que a residência é um espaço de troca. Acima de tudo, com a oportunidade que o Arvinte está criando, novos trabalhos artísticos estão sendo gerados e logo poderão tomar os palcos de todo o país".

Presente à reunião, o coordenador de projetos da Secretaria de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo de Cuiabá, Rafael Victor Gomes, também celebrou a iniciativa.

"Nos surpreendemos. O edital da Prefeitura de Cuiabá criado para apoiar projetos de circulação cresceu ainda mais com a proposta deles. Se o edital previa 51 projetos agora, ganhamos mais nove. Assim, podemos alcançar mais artistas", avalia.  

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Conceito. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Conceito poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Augusto
    20 Fev 2020 às 13:11

    Muito legal, quero acompanhar alguns sim. Finalmente algo interessante nos movimentos culturais e de arte em Cuiabá.

  • ECCO
    19 Fev 2020 às 17:55

    Gente fina, elegante e sincera. Sucessoooooo!!!

Redes Sociais

Sitevip Internet