Olhar Conceito

Quinta-feira, 02 de dezembro de 2021

Notícias / Moda

MODA INDÍGENA

Mulheres indígenas promovem arte têxtil na aldeia do povo Kurâ-Bakairi

Da Redação - José Lucas Salvani

02 Mar 2021 - 14:30

Foto: Reprodução

Mulheres indígenas promovem arte têxtil na aldeia do povo Kurâ-Bakairi
A arte-educadora e artista plástica, Rita Ximenes, irá conduzir uma oficina de tingimento e técnicas milenares de estamparia para mulheres indígenas do povo Kurâ-Bakairi, na próxima segunda-feira (8). A oficina faz parte do projeto Kywagâ e visa fortalecer a moda indígena com a comercialização futura dos produtos produzidos, contribuindo com a geração de renda para estas mulheres.

Leia mais:
Comper realiza Feirinha Inclusiva de Arte para promover artesanato regional

Rita é formada pela Universidade de Cuiabá no curso “Educação Artística com habilitação em artes plásticas”. Ximenes desenvolve a arte têxtil e pesquisa técnicas como o batik, arte originada da Indonésia, técnica em que se trabalha o desenho com cera quente, sobre as mais diversas texturas, desenvolvendo alternativas de aplicação da técnica com a estamparia, na arte contemporânea.

Para a professora  Rita Ximenes, "a oficina tem por objetivo desenvolver  peças do vestuário com características próprias da etnia, contribuindo dessa forma com a moda indígena mato-grossense, que remete a memória ancestral de uma cultura que desenvolveu alto nível imagético por meio dos grafismos.”

A  comercialização dos produtos produzidos pretende contribuir para a geração de renda de mulheres indígenas. A geração de alternativas de renda, por meio da iniciativa da economia criativa para mulheres, significa complementação de renda familiar e, mesmo, autonomia financeira. De maneira que podemos dizer, que  é a inserção econômica e social de pessoas excluídas do mercado formal de trabalho.

A oficina será uma imersão no mundo das artes milenares de tingimento e estamparia, tem o objetivo de apresentar variedades de opções que podem ser desenvolvidas no local pelas participantes, por meio de plantas tintórias da região.  Respeitando o tempo da natureza em relação à coleta de materiais para a extração de tingimento no qual é denominado de ecotingimento, além do mais, terão noções sobre distinguir os tecidos que melhor fixar as cores e todo o processo que envolve, o desenvolvimento e aplicação da estamparia.

Para a coordenadora do Instituto Yukamaniru, Darlene Yaminalo Taukane “a oficina é para despertar o interesse pela arte têxtil para o grupo de mulheres da nossa etnia com a finalidade de produzir peças singulares com características próprias desse povo indígena, bem como, para que possam dar continuidade na produção de tinta e estamparia depois de encerrada  atividades do projeto, que tem um tempo determinado para acontecer.”

A iniciativa foi contemplada na seleção pública da Lei Aldir Blanc realizada pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer do Estado de Mato Grosso. A proponente  da iniciativa, é  membro da etnia, Darlene Yaminalo Taukane, atua como coordenadora do Instituto YuKamaniru de Apoio às Mulheres Indígenas Bakairi.

Serviço

O que: Projeto Kywagâ 
Onde: Terra indígena Bakairi, Paranatinga. 
Quem: Mulheres indígenas Kurâ-Bakairi
Quando: 08 a 13 de março de 2021 na aleia do povo Kurâ-Bakairi/ Seleção da Lei Aldir Blanc, entre 120 dias
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet