Olhar Conceito

Quinta-feira, 02 de dezembro de 2021

Notícias / Artes visuais

INCENTIVO À CULTURA

Artistas cuiabanos terão suas trajetórias narradas em documentários financiados pela Lei Aldir Blanc

Da Redação - Marcos Salesse

22 Mar 2021 - 10:32

Foto: Gustavo Duarte / Ascom Prefeitura de Cuiabá

Artistas cuiabanos terão suas trajetórias narradas em documentários financiados pela Lei Aldir Blanc
Dois artistas visuais cuiabanos terão suas vidas narradas por meio das telas dos cinemas em produções mato-grossenses. Em fase de gravação, o documentário ''#doceidentidadedebabu78'' vai abordar a vida e obra do pintor e grafiteiro cuiabano Adão Silva, o Babu 78. Já a trajetória de Nilson Pimenta ganhará forma por meio da produção do documentarista Amilton Martins da Silva.

Leia mais:
Aprovado pela Lei Aldir Blanc, curta gravado em Cuiabá aborda HIV e cultura drag queen

Ambos os projetos estão em fase de produção e contam com o financiamento da Lei Aldir Blanc. No trabalho sobre Babu, o incentivo partiu do edital da Prefeitura de Cuiabá. Na obra sobre Nilson Pimenta, o suporte financeiro veio por meio do edital Conexão Mestres da Cultura, organizado pelo Governo de Mato Grosso. 

Um dos cenários escolhidos para as gravações sobre o trabalho do grafiteiro foi o Museu da Caixa D’água Velha. No espaço foram realizadas filmagens com o artista que devem integrar o trabalho final. 

De acordo com o artista, ser personagem principal de um filme é motivo de orgulho. “Ser o personagem principal desse documentário, sendo um dos contemplados no edital da Lei Federal Aldir Blanc em Cuiabá, é motivo de orgulho. Isso demonstra o meu esforço e com isso consigo incentivar os demais artistas que vale a pena viver da arte”, afirma. 

A obra ainda não tem previsão de lançamento, mas segue sendo produzida por uma equipe de documentaristas e profissionais do audiovisual. 

Já o documentário sobre a trajetória do pintor naïf, Nilson Pimenta, ganhou força e palco no local onde o artista deu seus primeiros passos nas artes plásticas, a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). 



Até o momento, entrevistas com colegas de trabalho, familiares e colecionadores das obras de Nilson já foram gravadas e devem compor o resultado final. De acordo com a produtora executiva do projeto, Viviane Vilela, apesar de desafiadora, a execução da obra tem sido gratificante. ''Cada entrevistado nos revela facetas do artista até então desconhecidas, estamos descobrindo o amor que ele tinha pela arte e como ele transmitia essa paixão aos seus alunos de pintura'', disse a produtora.

Com o final das gravações com os entrevistados, a equipe entra no processo de edição e finalização do material audiovisual. A expectativa dos responsáveis pela produção é de lançar o material no dia 20 de abril. 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet