Olhar Conceito

Segunda-feira, 10 de maio de 2021

Notícias / Literatura

Itan

Selo literário destinado a autores negros abre inscrições para segunda edição de revista digital

Da Redação - José Lucas Salvani

12 Abr 2021 - 15:45

Foto: Reprodução/Divulgação

Selo literário destinado a autores negros abre inscrições para segunda edição de revista digital
O Selo Literário Itan abriu, nesta segunda-feira (12), as inscrições para a segunda edição de sua revista digital. Inicialmente 15 poemas serão selecionados para compor a produção literária, mas o número de textos aprovados pode variar conforme a quantidade de material encaminhado ao selo. Poderão se inscrever pessoas negras maiores de 18 anos que estejam residindo em Mato Grosso. Inscreva-se aqui.

Leia também:
Rondonopolitana cria selo literário para dar espaço a autores negros em Mato Grosso

A curadoria selecionará até 15 poemas. No entanto, isso não caracteriza obrigatoriedade, uma vez que poderão haver alterações na quantidade de textos a serem aprovados, a partir do volume e qualidade dos textos recebidos.

Maria Clara Bertúlio e Wesley Rocha fizeram parte da primeira edição da revista e agora compõem a equipe de curadoria. Para Wesley, o selo é importante por simbolizar um espaço de voz e resistência, “é um convite para que as pessoas negras, por meio da literatura, possam romper os silêncios e as fronteiras coloniais, fazendo com que suas vozes sejam ouvidas”.

“O coração da nossa luta é disputar acesso em espaços de exclusão, assim, o Selo insere-se numa caminhada rigorosamente comprometida com a chamada e ampliação de espaços para atores negros. Neste processo, que é de enfrentamento do racismo na arena das dicções literárias, o protagonismo negro é central, pois não só a literatura negra produz uma representatividade, mas a busca por representatividade produz uma literatura negra”, pontua Maria Clara.

Os nomes dos candidatos selecionados serão divulgados na plataforma do Selo, no Medium, e seus poemas darão vida a uma revista digital. As normas para submissão e os critérios de avaliação e seleção podem ser consultados no Edital. O período de inscrições está programado para chegar ao fim em 06 de junho de 2021.

Iniciativa rondonopolitana 

O Selo Literário Itan é criado pela rondonopolitana Abayomi Jamila. ​"Eu vejo no selo literário uma grande possibilidade de criação de novas narrativas sobre as experiências de nosso território. Eu acho que é um modo de reescrever a história de nosso estado de alguma maneira. Existe algum silenciamento que a gente tem aqui relacionados a nossa condição. É muito pouco falado e silenciado", explica.

Parte da motivação em criar o selo Itan se deu pelo fato de não encontrar qualquer identificação nos livros que consumia. As obras literárias possuem referências a ruas, bairros, cidades, lugares em geral que pouco conversam com o regionalismo mato-grossense. A situação se complica principalmente por ser uma mulher negra, dificultando ainda mais encontrar alguma identificação nos personagens que protagonizam os livros que já leu.

“Existe uma invisibilidade, inclusive regional, em relação ao que é produzido em nosso estado. Pensando na minha experiência, enquanto pessoa que cresceu no estado de Mato Grosso, que tem toda experiência territorial e afetiva nesse espaço, eu gostaria muito de me encontrar nos textos que eu lia. Na literatura que estava ao meu alcance quase não encontrava isso”.

O selo Itan vem sendo idealizado desde meados de maio. Tudo começou com uma publicação no Twitter, quando expôs o quão bacana seria caso existisse um selo mato-grossense que pudesse dar espaço as pessoas LGBTQIA+, negros e mulhres. Ela então chamou Beatriz Passos, do Coletivo Mato-grossense de Jornalismo Independente (Com_Texto), perguntou se tinha interesse sobre a materialização do projeto e foi surpreendida pela própria Beatriz, que disse que já planejava conversar com ela sobre o selo.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet