Olhar Conceito

Quarta-feira, 16 de junho de 2021

Notícias / Comportamento

SUCESSO NO INSTA

Xômano confessa: “eu já errei bastante e coloquei coisas machistas porque para mim era piada”

Da Redação - José Lucas Salvani

02 Mai 2021 - 14:20

Foto: Reprodução

Xômano confessa: “eu já errei bastante e coloquei coisas machistas porque para mim era piada”
Sem medo de cancelamentos, Didier Provenzano, o “Xômano que Mora Logo Ali’, confessou em uma live proporcionada pelo Olhar Direto, na última quinta-feira (29), que já errou muito e, inclusive, fez publicações de tom machista. Para ele, todas as pessoas estão sujeitas a um processo de desconstrução todos os dias.

Leia também:
Com cenário pandêmico, festa do desjejum ainda é incerta ao fim do Ramadã em Cuiabá

“Todos nós estamos sendo desconstruídos a cada dia. Eu fui criado de um jeito. Eu nasci em 1985 e quem nasceu nessa época foi criado de um jeito que está sendo desconstruído todos os dias. Eu já errei bastante, coloquei coisas machistas porque para mim era piada, mas aprendi que não era. Hoje já consigo enxergar o que é certo e errado”, confessou.

Didier explicou durante a entrevista ao Olhar Direto que seu processo criativo funciona sem horários fixos. Algumas das publicações partem de sugestões de seus seguidores, enquanto às vezes ele acorda no meio da madrugada para elaborar alguma postagem que julga como engraçada.

“Você tem que estar ligado com o que está acontecendo. Ver o meme que está [bomba na hora. Você tem que estar na crista e ver o que está em cima. Se passar um dia, o meme já pode poder a graça. É na hora. Por exemplo, já acordei de madrugada para fazer algo que surgiu na minha cabeça. ‘Cara, enquanto eu não fizer, não vou conseguir dormir’, penso”.

O humor geralmente é usado como uma ferramenta que faz crítica aos governos - seja municipal, estadual ou federal - mas Xomano afirma que tem evitado trazer política para sua página no Instagram porque “está muito polarizado”. Se ele opta por falar sobre o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), “é briga na certa”. 

“Eu estou evitando muito falar de política porque [as pessoas] estão com muita raiva, está muito polarizado. Se colocar algo de política, as pessoas vão em cima. Eu prefiro evitar nesse sentido. Agora, quando é época de eleição em Cuiabá, eu faço piadas com Cuiabá. Agora se posto, ‘Bolsonaro, isso e aquilo’ é briga na certa”.

Há sete anos na internet, Didier não sente medo do cancelamento, uma espécie de linchamento virtual que tem sido praticado por usuários nas redes sociais e ganhado força desde 2020. O comediante, inclusive, já sofreu com isso ao realizar uma viagem para o Rio de Janeiro em plena pandemia.

“Não tenho medo [de ser cancelado]. Eu já fui cancelado porque peguei no pé da galera sem máscara, mas durante o tratamento de quimioterapia fui para o Rio de Janeiro e fiquei por quatro dias”. Na época, a viagem foi motivada pelo seu câncer, quando sentiu uma necessidade de levar sua filha para conhecer o mar por não ter certeza sobre o andamento de seu tratamento.

O câncer foi descoberto no início da pandemia do novo coronavírus em Mato Grosso, em abril de 2020. Para ele, este momento foi muito difícil e ele conseguiu superar por graça de Deus. “Eu brinco, mas na hora de dormir era complicado”.

Desde 2014

Xomano que Mora Logo Ali, nome inspirado em uma fala da série norte-americana “Todo Mundo Odeia o Chris”, é uma personalidade que nasceu no Facebook em meados de 2014, e teve como objetivo fazer críticas com uma pitada de humor. Atualmente, a página está no Instagram e Xomano acredita que nesta plataforma há mais liberdade criativa e aproximação com o público.
 

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet