Olhar Conceito

Sábado, 16 de outubro de 2021

Notícias / Comportamento

Rafael Nolasco

Após anos vivendo na Europa, cuiabano entra para a Universidade de Oxford: “quero inspirar jovens”

Da Redação - José Lucas Salvani

21 Set 2021 - 14:25

Foto: Reprodução

Após anos vivendo na Europa, cuiabano entra para a Universidade de Oxford: “quero inspirar jovens”
O cuiabano Rafael Nolasco de Souza, de 37 anos, ingressou na Universidade de Oxford, na Inglaterra, para cursar mestrado em Mestrado em Ciências Sociais com ênfase em Gerenciamento de Projetos Complexos  (Msc in Major Programme Management) na Saïd Business School. O mato-grossense confessa que a universidade “não é para qualquer um” e precisou batalhar para conquistar a tão sonhada vaga.

Leia também:
Cuiabano “abandona” tudo para realizar sonho e conclui graduação no Canadá

“Oxford não é para qualquer um, mas está ao alcance de quem queira se desafiar. Para entrar lá é primordial que você tenha um currículo acadêmico elogiável. Suas notas da faculdade ou do mestrado não podem ser baixas ou medianas, isso inclui a prova de proficiência em inglês”.

A jornada de Rafael começou quando se mudou para a Europa após concluir o curso de Direito em 2007. O estudante concluiu de Administração de Empresas na Universidade de Barcelona em 2011, cidade em que também fez seu primeiro Mestrado, o que lhe abriu as portas para trabalhar em algumas das companhias mais famosas e respeitadas do mercado internacional, como a IBM e a Danone.

Posteriormente, mudou-se para a Inglaterra, sem qualquer domínio de inglês. Radicado em Bristol, entre os anos de 2015 e 2018 ele obteve algumas das mais importantes certificações em metodologias de Gerenciamento de Projetos, como o PMP, PRINCE2, Agile Scrum and Agile Project Management, Management of Risk, Managing Successful Programmes.

Com o tempo veio o desejo que chegar a Oxford. O cuiabano precisou se planejar com antecedência, visto que os pedidos de inscrição são aceitos em média de seis a nove meses de antecedência.

Rafael passou por entrevistas telefônicas, inscrição formal e precisou entregar três redações: uma explicando o seu interesse em estudar naquela instituição de ensino, outra detalhando o benefício que você pode trazer para Oxford, e um último texto técnico sobre qual tema pretende pesquisar.

Após enviar as redações, o mato-grossense passou por outras entrevistas até ser aceito pela Pembroke College. A escolha da escola se deu por ser uma das mais tradicionais de Oxford, além de ser fortemente voltada para os estudos de Economia e de Gestão Empresarial.

Com as aulas iniciadas em 6 de setembro, Rafael agora se dedica aos estudos para contribuir com o Brasil e o mundo. “Se eu puder contribuir de alguma maneira para que o uso do dinheiro público seja mais bem planejado e executado, com certeza eu vou fazer isso. E eu espero que a minha trajetória inspire os jovens mato-grossenses a levarem o nome do nosso estado cada vez mais longe”.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet