Olhar Conceito

Terça-feira, 16 de agosto de 2022

Notícias | TV

Ficou em terceiro lugar

Mato-grossense traz menu inspirado no Cerrado e Pantanal, mas não garante vitória no “MasterChef”; veja como foi a final

Foto: Carlo Reinis

Mato-grossense traz menu inspirado no Cerrado e Pantanal, mas não garante vitória no “MasterChef”; veja como foi a final
Não foi dessa vez. Apesar da ótima performance na final do “MasterChef Brasil”, a mato-grossense Kelyn Kuhn não conseguiu garantir a vitória no reality show. No fim, quem levou a melhor foi Isabella Scherer. Kelyn ficou em terceiro lugar e fica na história do programa por ser a única mato-grossense por chegar na final.

Leia também:
Campanha de Natal arrecada produtos de higiene pessoal e frangos para distribuir para famílias carentes

A final do “MasterChef” começou com a apresentação dos três finalistas da edição de 2021: Kelyn, Eduardo e Isabella. A participante mato-grossense não escondeu que chegar tão longe no reality show era um verdadeiro sonho.

Após as apresentações dos candidatos, suas respectivas famílias foram chamadas para assistir a grande final diretamente do mezanino. Kelyn se emocionou: “meus pais ainda moram em Mato Grosso, então ver minha mãe chegando depois de tudo que eu passei é difícil explicar”, contou em depoimento.

Na dinâmica final, os concorrentes puderam escolher uma vantagem durante a final, que se manteve na estrutura clássica de menu completo composto por entrada, prato principal e sobremesa. Kelyn pode determinar a ordem da degustação e escolheu ser a primeira, sendo seguida por Isabella, deixando o participante Eduardo, que queria ser o segundo, por último.

A mato-grossense optou fazer para a entrada um caldo de camarão com tucupi e vieiras de palmito. Na avaliação dos chefs, a participante exagerou um pouco na pimenta, mas o saldo final foi positivo. Para Helena Rizzo, ela trabalhou muito bem apesar da picância do prato e Erick Jacquin afirmou que é “um prazer de comer”.

Para o prato principal, Kelyn entregou um tambaqui acompanhado de terrine de arroz e caldo de piranha, após se atrapalhar na cozinha durante a preparação do prato. Helena elogiou a participante por trabalhar com os peixes, mas apontou que faltava um pouco de sal. Jacquin falou que o prato estava perfeito, enquanto Fogaça fez críticas ao tambaqui, que estava um pouco cru.

Por fim, para a sobremesa, a mato-grossense entregou um sorvete de pequi acompanhado com tuile de mel e cumaru. Jacquin afirmou que a sobremesa foi uma forma de fechar com chave de ouro, enquanto Fogaça ressaltou que todo o menu foi muito coerente. Helena finalizou os elogios afirmando que a cozinha de Kelyn é raiz, mas muito moderna, e que o prato final era um exemplo disso.

Apesar do bom desempenho da particiapante, Kelyn acabou ficando em terceiro lugar. Na hora de anunciar a colocação, Jacquin explicou que a entrada apimentada da mato-grossense atrapalhou e fez com que ela ficassem em terceiro lugar.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet