Olhar Conceito

Domingo, 14 de agosto de 2022

Notícias | Comportamento

VÍTIMA DO TRÂNSITO

“Firme e Forte”: de cadeira de rodas e com rosto deformado, miss se prepara para concurso após ser atropelada por motorista bêbado

Foto: Rogério Florentino / OD

“Firme e Forte”: de cadeira de rodas e com rosto deformado, miss se prepara para concurso após ser atropelada por motorista bêbado
Quando participava de uma ação no shopping de Várzea Grande, Fernanda Mattos se preparava para participar do concurso Miss Plus Size Cuiabá. Mas a seis meses da competição, quando saia do evento, ela foi atropelada por um motorista bêbado na avenida Fillinto Muller. O acidente quase matou a candidata, que mesmo com o rosto deformado e com uso de cadeira de rodas, se sente preparada para concorrer a coroa neste ano.

Leia também:
Acessibilidade, sonhos e fé: conheça a cadeirante que ganhou escapulário e subiu no palco de Zé Neto e Cristiano

No último concurso realizado com 19 candidatas, Fernanda conseguiu ficar no segundo lugar. Neste ano, ela se preparava para conseguir o título de Miss Plus Size. O acidente aconteceu dia 26 de março deste ano, por volta de 22h30. Fernanda deveria ir embora de carona, mas acabou ligando para o pai buscá-la.

“Infelizmente na volta tivemos a infelicidade do acidente. Eu não me lembro do acidente. Mas um Uber falou e algumas testemunhas contaram o que aconteceu. O motorista veio bêbado com carro desgovernado, em alta velocidade. Não teve como a gente escapar. Meu pai foi lançado a dez metros de distância, enquanto eu fui para cima do carro e depois cai”, detalha em entrevista ao Olhar Conceito

O motorista tentou fugir, mas acabou detido por policiais que passavam pela avenida. Ele assumiu que havia ingerido bebida alcoólica desde às 13h daquele dia. Com a colisão, Fernanda caiu com a face no chão, ficou desacordada por duas horas. Quando chegou ao Pronto-Socorro Municipal, teve uma experiência de quase-morte. Ela ficou internada 25 dias na unidade onde trabalhou como técnica em enfermagem por seis anos. 

“Os médicos disseram para minha mãe que todos procedimentos possíveis da área clínica foram feitos. Mas que eu precisava lutar para viver. Eu não sei explicar, mas eu sei que eu não estava aqui”. Ao acordar, Fernanda descobriu os inúmeros hematomas e escoriações pelo corpo, além das fraturas na bacia, fêmur, rosto e mão.

Miss ainda enfrenta dificuldades dois meses após o acidente. 

O motorista responsável pelo acidente acabou solto depois de pagar fiança. Ele mora em um bairro vizinho da miss e nunca a procurou para oferecer qualquer tipo de ajuda. “Foi muito difícil. Eu não estava bebendo, eu não estava em uma festa. Estava fazendo um trabalho social que é uma das coisas que eu amo. O que me dói é saber que a pessoa que bateu na gente com violência, viu o estado que ficamos, e fugiu”, lamenta.

Já se passaram dois meses do grave acidente e Fernanda segue acamada após duas cirurgias. O pai fraturou uma vértebra, mas teve alta no dia seguinte.

Fernanda de locomove com cadeira de rodas. 

Foram duas cirurgias realizada no hospital, uma delas no rosto, que está parcialmente paralisado. “As lesões não são reversíveis, parte do meu olho saiu para fora, houve fratura da maçã do rosto”, detalha. Além das fraturas, Fernanda perdeu os dentes.
 
Ao cair com rosto no chão, Fernanda quebrou os dentes. 

O concurso está previsto para setembro. Acamada e com cadeira de rodas, Fernanda afirma se sentir pronta para passar a mensagem do que carregar o título de miss.

“Eu tenho esse propósito. É ser miss? Não! É poder representar outras mulheres. Não é a coroa e título que fazem a diferença. Eu já mexo com mulheres e é uma coisa que eu amo. O concurso trouxe isso para mim. A parte do empoderamento, autoconhecimento e autoaceitação”, pontua Fernanda, que procura levar a vida com positividade, apesar das adversidades.
 
Fernanda no palco durante concurso em 2021.

Para este ano, Fernanda tem muitas expectativas. “Às vezes a gente tem a meta de ser a mais bonita. É a melhor preparada para levar essa mensagem de positividade, empoderamento, que leva o título.  E eu estou preparada para isso”.

“Não é porque meu rosto está deformado que eu não posso participar. A essência da Fernanda não mudou. Ela continha lá, firme, forte e prontinha para concorrer” crava.

“Eu tento me superar e fazer com que as pessoas se superem também. Eu acredito que a parte mais importante da vida é a gente saber superar e nos tornarmos mais fortes”.
 
A miss realizou ensaio para um calendário com candidatas plus size. 

Mãe de dois filhos de oito e cinco anos, Fernanda é firme ao dizer que não sente vergonha de seus lesões ou traumas. Segundo ela, isso pode ajudar pessoas que passam por situações semelhantes. “Eu não tenho vergonha de ser gorda e eu luto para que a sociedade aceita a parte física das pessoas. Elas podem ser quem quiserem”, completa.

Desempregada, a miss mantém seus  canais de comunicação abertos para interessados em ajudá-la com patrocínio no concurso ou com medicamentos e doações em dinheiro. Para acessar o Instagram de Fernanda clique AQUI. A chave PIX é 010731701-01 (CPF). 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet