Olhar Conceito

Quinta-feira, 18 de agosto de 2022

Notícias | Saúde e Beleza

MIY CAMUFLA

Em alusão ao Setembro Amarelo, projeto voluntário oferece camuflagem gratuita em cicatrizes de automutilação; veja como participar

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Em alusão ao Setembro Amarelo, projeto voluntário oferece camuflagem gratuita em cicatrizes de automutilação;  veja como participar
Danielli Miyagawa trabalha há três anos com o procedimento de camuflagem de olheiras, estrias e cicatrizes na capital. O processo é semelhante à tatuagem e traz uma forma de esconder marcas que ficam na pele. Desde o ano passado, em alusão ao Setembro Amarelo, Danielli iniciou um projeto voluntário totalmente gratuito para apagar cicatrizes nas pessoas que se automutilam.
 
Para Danielli, o intuito da ação voluntária é trazer bem-estar para as pessoas que se automutilam, pois na maioria das vezes elas ficam de mãos atadas sem saber como esconder essas marcas, com dificuldades em relacionamentos, na procura de empregos e até constrangidas em rodas de amigos.  Para os interessados, basta agendar uma avaliação pelo número (65) 9 9216-2006.

Leia mais: 
Camuflagem de estrias e olheiras traz resultados satisfatórios ao paciente; Veja antes e depois!



“Eu quero fazer com que esse trabalho chegue em mais pessoas. É tão emocionante atender essas pessoas que realmente precisam, pois as vezes pra gente não é nada. E as vezes ficam de mãos atadas para esconder aquilo”, disse Danielli.

 
“Então resolvi fazer isso para talvez trazer um pouco mais de bem-estar para a vida da pessoa. É um trabalho que não cobro nada, absolutamente nada. Totalmente gratuito e eu pretendo continuar enquanto tiver procura”, acrescentou.
 
Para realizar a camuflagem voluntária, a pessoa deve entrar em contato com Danielli via WhatsApp para uma avaliação da marca. Após avaliado, basta marcar um horário para realizar o procedimento.



Qualquer pessoa com qualquer tonalidade pode fazer o procedimento. Porém, as cicatrizes mais “branquinhas” são as mais plausíveis para a camuflagem, em que o resultado fica melhor. “Normalmente eu peço para pessoa voltar três vezes aqui porque cicatriz é um pouco difícil de pegar o pigmento. Então são três retornos”.

Por fim, Danielli pontuou que realizar o projeto voluntário, de acordo com suas habilidades adquiridas ao longo do tempo, é o mínimo que ela poderia fazer para ajudar o próximo.

“É uma coisa que ocupa pouco tempo, um procedimento rápido e que faz uma diferença enorme na vida dessa pessoa. Torno de trinta, quarenta minutos.  Rapidinho. E o resultado em torno de 45 dias, depois de cicatrizado”, finalizou.

“Miy Camufla” atende na Rua P. do Bairro Consil, em Cuiabá, próximo ao prédio do Grupo Gazeta. Para agendar uma avaliação, basta entrar em contato com Danielli pelo número (65) 9 9216-2006.
 
Danielli sempre lidou com a beleza. Ao ouvir falar sobre o procedimento que foi popularizado pelo tatuador Rodolpho Torres, decidiu se especializar. Depois de inúmeros cursos pelo Brasil, ela começou a atender em Cuiabá e, desde então, sua clientela não para de aumentar. “As pessoas no começo ficam com um pouco de medo, entram em contato comigo pra perguntar como funciona, mas está tendo um resultado muito bom”.

Como é uma tatuagem, o procedimento não é indicado para gestantes, lactantes, pessoas com quelóides, diabéticos e menores de 16 anos. Pessoas de 16 a 18 anos só fazem com autorização dos pais.

Segundo Danielli, para chegar ao resultado ideal é necessário fazer três retornos. Além disso, é necessário ficar 60 dias sem tomar sol após o procedimento, e, depois disso, sempre passar protetor solar. “De preferência específico pra tatuagem. Se não cuidar, tomar sol, ele vai se degradando com o tempo e pode ser que seja necessário retocar”.

A camuflagem de olheiras é semelhante à de estrias, mas com algumas diferenças. “É muito mais suave que a camuflagem de estrias. Na de estrias, a gente sombreia, coloca o pigmento da pele pra tampar mesmo. Nas olheiras, seria mais pra iluminar. Então é uma coisa muito mais suave, não fica aquela marca. Também porque é uma pele mais sensível”, explica.

O preço da sessão não é fixo, e depende da quantidade de estrias. Danielli garante que sempre consegue fazer tudo em uma sessão, mesmo que demore algumas horas. “Teve um bumbum que fiquei 4 horas e meia só na região dos glúteos”, lembra.

A camuflagem é feita na Rua P. do Bairro Consil, em Cuiabá, próximo ao prédio do Grupo Gazeta. Para agendar uma avaliação, basta entrar em contato com Danielli pelo número (65) 9 9216-2006.
 
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet