Olhar Conceito

Segunda-feira, 24 de junho de 2024

Notícias | Literatura

Paraíso em fuga

Obra de Eduardo Mahon será distribuída para mais de cinquenta escolas de Belo Horizonte

Foto: Eliane Caniato

Obra de Eduardo Mahon será distribuída para mais de cinquenta escolas de Belo Horizonte
A obra "Paraíso em fuga", do escritor e advogado Eduardo Mahon, foi uma das selecionadas para o Kit Literário da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte. Ao todo, serão cerca de 800 exemplares encaminhados 51 escolas. Iniciado em 2019, o edital do Kit Literário almeja destinar obras ao público da educação infantil até o ensino de jovens e adultos na capital de Minas Gerais. Primeiro livro da coleção "Contos Estranhos", "Paraíso em fuga" acompanha a jornada de Fortunato, um homem que, para fugir de um casamento em crise, viaja para uma ilha paradisíaca e isolada. Impressionado com a hospitalidade dos anfitriões e esplendor da paisagem, Fortunato logo vê sua sorte mudar.  Veja a lista completa no site do escritor


Leia mais: 
Reafirmando-se como escritor surrealista, Mahon lança 'Contos Estranhos' nesta terça


De acordo com o edital do Kit Literário (Portaria SMED nº 358/2019), as obras foram selecionadas prezando por temáticas diversificadas, de diferentes contextos sociais, culturais e históricos. "Entre outras características, serão observadas a capacidade de motivar a leitura; a exploração artística dos temas; o potencial para propiciar uma experiência significativa de leitura – autônoma ou mediada pelo professor – e para ampliar as referências estéticas, culturais, étnicas e éticas do leitor, contribuindo para a reflexão sobre a realidade, sobre si mesmo e sobre o outro".

Primeiro livro da coleção "Contos Estranhos", "Paraíso em fuga" acompanha a jornada de Fortunato, um homem que, para fugir de um casamento em crise, viaja para uma ilha paradisíaca e isolada. Impressionado com a hospitalidade dos anfitriões e esplendor da paisagem, Fortunato logo vê sua sorte mudar.  

Mahon explicou que o poema épico "Paraíso perdido", publicado pelo poeta inglês John Milton em 1667, foi uma das inspirações para a obra. "Há um verso de Milton que aparece logo no início: 'é melhor ser príncipe no inferno do que servo no paraíso'. Eu achei isso divertido, interessante. Nunca esqueci depois que li. Então, decidi fazer uma história onde o paraíso é um estado de espírito... num local supostamente paradisíaco, tolhida a liberdade, esse local vira um inferno. Então o paraíso não é um estatuto geográfico, mas um estado de espírito", disse.

Atualmente, a coleção "Contos Estranhos" conta com sete títulos, todos publicados pela Carlini & Caniato Editorial, editora com quem Mahon colabora desde 2013. Os títulos são: "R.S.V.P.", "Repartição", "Resumo da Ópera", "O vírus do Ipiranga", Inclassificáveis", "Galileu dançou por muito menos" e "Paraíso em fuga".

Sobre o autor

Nascido em 12 abril de 1977, Eduardo Mahon é carioca e mora em Cuiabá, Mato Grosso. Formado em Direito pela UFMT, é pós-graduando em Estudos Literários pela UNEMAT. Membro vitalício da Academia Mato-grossense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso, é autor de 26 livros. 
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet