Olhar Conceito

Sábado, 22 de junho de 2024

Notícias | Cinema

NESTA TERÇA

Projeto de Cinema da UFMT realiza debate com realizadores de curtas mato-grossenses no Cine Teatro

Foto: Divulgação

Projeto de Cinema da UFMT realiza debate com realizadores de curtas mato-grossenses no Cine Teatro
O projeto de extensão do curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), TRAMA, estará realizando uma sessão de conversa sobre distribuição cinematográfica, junto com a exibição de três curtas mato-grossenses na noite de terça-feira (30), no Cine Teatro Cuiabá, a partir das 19h30. O evento terá entrada gratuita e contará com a participação dos realizadores dos curtas exibidos no bate-papo com participantes do projeto.


Leia mais
A Pequena Sereia estreia nos cinemas da baixada cuiabana e série com Arnold Schwarzenegger chega na Netflix


Os curtas exibidos são: “Filhos da lua na terra do sol” (Danielle Bertolini. MT. 2016. 16’), “Aquele disco da Gal” (Juliana Curvo & Diego Baraldi. MT. 2017. 25’) e “A velhice ilumina o vento” (Juliana Segóvia. MT. 2022. 20’).
 
A atividade integra a “Sessão Realizador@s de MT” do projeto Encontros com Cinema, realizado desde 2017 no Cine Teatro Cuiabá, sempre com sessões noturnas às terças-feiras. Em 2023 a programação do Encontros com Cinema tem intercalado exibições de longas distribuídos pela Vitrine Filmes e outras iniciativas independentes (com cobrança de ingressos a preços populares), com a realização de pelo menos uma sessão mensal com audiovisuais produzidos em Mato Grosso (as sessões com filmes de MT sempre têm entrada gratuita).
 
O TRAMA é um projeto de extensão coordenado pela Profa. Dra. Sabrina Tenório Luna, docente do Curso de Cinema & Audiovisual da UFMT. Participam do projeto estudantes dos cursos de Cinema e Audiovisual, Publicidade e Jornalismo da UFMT. O objetivo principal do TRAMA é pensar a distribuição cinematográfica. Para isso, participantes do projeto realizam pesquisas, programas curatoriais e também estabelecem contato com festivais e cineclubes, com o intuito de, futuramente, ampliar a divulgação e circulação de filmes produzidos em Mato Grosso.
 
Todas as ações do TRAMA têm participação ativa de estudantes, já que outro objetivo do projeto é formar profissionais habilitados a atuar na área de distribuição, em suas mais diversas frentes. Nesse primeiro semestre de 2023 a equipe do TRAMA desenvolveu e aplicou um questionário que foi respondido por profissionais e estudantes que atuam no campo do cinema em Mato Grosso. De acordo com essa pesquisa, o maior desafio enfrentado pelos profissionais de Mato Grosso com relação à distribuição é contar com uma equipe que acompanhe o processo de distribuição do começo ao fim, abarcando diversos aspectos, como inscrição em festivais, organização de materiais de divulgação, produção de estratégias de acessibilidade, entre outros.
 
Sinopses dos curtas exibidos

“Filhos da Lua na Terra do Sol” (Danielle Bertolini. MT. 2016. 16’) trata de forma poética a relação entre pessoas albinas e o sol de Cuiabá, considerada uma das cidades mais quentes do Brasil. O curta foi o vencedor da etapa Mato Grosso da Mostra Sesc de Cinema de 2017, o que garantiu ao filme circulação em todas as unidades do Sesc do Brasil que contam com espaços de difusão audiovisual. O curta também foi exibido em mais de 20 festivais e mostras no Brasil e exterior, além de ter sido licenciado para o canal CineBrasilTV e VOD.

Em “Aquele disco da Gal” (Juliana Curvo & Diego Baraldi. MT. 2017. 25’), Mariana (Tatiana Horevitch) decide deixar o apartamento onde viveu por mais de uma década com o agora ex-marido Henrique (Luciano Bertoluzzi) e com a filha adolescente Natália (Gabriela Iaia). Natália contraria a mãe e decide permanecer em casa com o pai. Juntos, pai e filha aprendem a lidar melhor um com o outro. O curta foi o selecionado de Mato Grosso para a Mostra SESC de Cinema 2018, onde recebeu duas premiações.

“A velhice ilumina o vento” (Juliana Segóvia. MT. 2022. 20’) acompanha o cotidiano de Valda, mulher preta, idosa, periférica e trabalhadora doméstica da cidade de Cuiabá. Mulher forte, cuiabana do “pé rachado”, Valda subverte em seu cotidiano o paradigma da velhice estigmatizada. Desde 2022 o curta já circulou por dezenas de mostras e festivais, incluindo difusão online pelo streaming do Itaú Cultural Play.
 
Serviço

Exibição de curtas mato-grossenses e conversa entre realizador@s e participantes do projeto de extensão TRAMA, da UFMT.  
Onde: Cine Teatro Cuiabá
Quando: 30 de maio (terça-feira)
Horário: 19h30
Entrada: gratuita
Mais informações: 65 2129-3848 (Cine Teatro Cuiabá)
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet