Olhar Conceito

Segunda-feira, 24 de junho de 2024

Notícias | Cinema

TEREZA DE BENGUELA

Curta inédito sobre líder do Quilombo do Quariterê será exibido gratuitamente no Cine Teatro

Foto: Reprodução

Curta inédito sobre líder do Quilombo do Quariterê será exibido gratuitamente no Cine Teatro
O corte provisório do curta inédito “Tereza de Benguela” será exibido nesta terça-feira (25), às 19h30, no Cine Teatro, em Cuiabá, com entrada gratuita. A obra foi produzida pelo cineasta Salles Fernandes, que é de Sorriso, e narra os últimos momentos da líder do maior quilombo de Mato Grosso, o Quilombo do Quariterê, na fronteira com a Bolívia. 


Leia também
Morador do CPA II decora casa e pinta bandeira do Brasil: ‘sinto falta da rua cheia de torcedores'


O curta foi contemplado no Edital MT Motion, da secretaria estadual de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), e contou com mais de 40 profissionais mato-grossenses na equipe. Salles explicou que um dos aspectos significativos da produção foi a preocupação de manter a igualdade salarial entre homens e mulheres. 

A data escolhida para exibição da obra sobre Tereza de Benguela também possui significado especial, já que a líder quilombola é celebrada em 25 de julho, Dia Nacional de Tereza de Benguela. 

No mesmo dia, o premiado “O Minhocão do Pari: a origem da lenda”, também produzido por Salles, será exibido no Cine Teatro. As exibições integram a Sessão Realizadores de Mato Grosso, do projeto Encontros com Cinema. 

Em 2023 a programação do Encontros com Cinema tem intercalado exibições de longas distribuídos pela Vitrine Filmes e outras iniciativas independentes (com cobrança de ingressos a preços populares), com a realização de sessões com audiovisuais produzidos em Mato Grosso (as sessões com filmes de MT têm sempre entrada gratuita).

Sobre Salles Fernandes 

Salles nasceu na Paraíba, mas mora em Mato Grosso desde 2006, onde também já passou por Barra do Garças. O cineasta é um dos fundadores da Associação Cultural Ribalta Sorrisense, entidade responsável pela realização do primeiro Festival de Teatro de Sorriso, que está ativo há 15 anos. Em 2002 Salles realizou o primeiro curta. Em 2008 dirigiu “Sou brasileiro”, obra selecionada para o Festival de Cinema de Gramado-RS. Em 2020 filmou o curta “Mato escravo”. Na sequência vieram “O Minhocão do Pari: a origem da lenda”, “Tereza de Benguela” e “Cumaru”, curta que integra o longa “Histórias Estranhas”.

Sobre os curtas exibidos

 “O Minhocão do Pari - a origem da lenda” foi concebido através da Lei Paulo Gustavo em 2020. A ideia era contar como se originou uma das maiores lendas de Mato Grosso, levando ao público os protagonistas históricos e imaginários como pano de fundo na narrativa. 

Filmado em Sorriso, este foi o primeiro curta do cineasta Salles Fernandes, realizado com recursos de editais públicos. Mais de quarenta pessoas estiveram envolvidas na produção do curta, que foi realizado ao longo de quase um ano de trabalho, em meio às restrições impostas pela pandemia da covid-19. 

“O Minhocão do Pari: a origem da lenda” foi selecionado para mais de 30 mostras e festivais de cinema brasileiros e internacionais. O curta recebeu as seguintes premiações: Melhor curta pelo júri técnico e pelo júri popular no ALTFF - Alternatve Film Festival (Canadá); Melhor curta de Fantasia no Hollywood On The Tiber Film Awards (EUA); Melhor curta de Fantasia e Melhor ator revelação no Snow Leopard Internacional Film Festival (Madrid, Espanha); Melhor Diretor no Thrills And Chills Film Awards (França). O curta também foi indicado a premiações em outros cinco festivais. 
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet