Olhar Conceito

Quarta-feira, 22 de maio de 2024

Notícias | Política Cultural

até 15 de agosto

Secretaria de Cultura cria pesquisa online para conhecer empreendedores criativos negros de MT

Foto: Reprodução

Secretaria de Cultura cria pesquisa online para conhecer empreendedores criativos negros de MT
Empreendedores negros de Mato Grosso têm até o dia 15 de agosto para preencher a pesquisa online da secretaria estadual de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT) que busca identificar pessoas e negócios criativos no Estado. A proposta é que, após esta etapa, a Pasta tenha informações para subsidiar ações e projetos de desenvolvimento e fortalecimento do afroempreendedorismo em Mato Grosso.  


Leia também
Guardião do Canjinjin: militar aposentado produz bebida africana que faz parte da história de Vila Bela


“Esta é uma pesquisa inédita, que tem o objetivo de mapear os talentosos empreendedores criativos negros de nossa região. Queremos conhecer suas histórias e demandas. Somente com a participação de todos poderemos entender melhor o cenário atual para depois planejarmos as políticas públicas de forma mais assertiva”, explica a superintendente de Desenvolvimento da Economia Criativa da Secel, Keiko Okamura.

O diagnóstico é uma das ações do programa Báyò, aprovado em edital do Governo Federal, e desenvolvido pela Secel. Além da pesquisa online, uma equipe da Pasta já percorreu presencialmente 10 municípios mato-grossenses para conhecer o público.

Dentre os assuntos do questionário, são solicitadas informações sobre acesso a programas de fomento ao empreendedorismo. Ainda, de outros serviços e políticas públicas, como saúde, educação e saneamento básico.

O programa Báyò prevê ainda a realização de formação teórica e prática em temas como gestão de negócios, empreendedorismo, economia criativa e inovação. Ao fim das atividades, será realizado um grande festival, com exposição artística e feira de afroempreendedorismo.

O levantamento é executado pelo Centro Educacional Ataíse Rigo, com a participação de professores e bolsistas da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT).

A pesquisa pode ser acessada aqui. 
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet