Olhar Conceito

Quarta-feira, 22 de maio de 2024

Notícias | Artes visuais

'Traduzindo Deusas'

Artista plástico inaugura exposição gratuita com escritores, poetas, dançarinas e músicos na UFMT

Foto: Reprodução

Artista plástico inaugura exposição gratuita com escritores, poetas, dançarinas e músicos na UFMT
Para a exposição "Traduzindo Deusas", do artista plástico Adriano Ferreira, convidou escritores, poetas, dançarina e músicos de Mato Grosso para um movimento que traduz contos, utilizando traços, técnicas e abordagens distintas nas artes visuais. A vernissage acontece em 14 de setembro, às 18h30, no Museu de Arte e de Cultura Popular (MACP), na UFMT, em Cuiabá.


Leia mais:
Em quintal cuiabano com cajueiro e mangueira, tia de Bella Campos serve receitas tradicionais

Sentindo falta de referências de contos e lendas do cenário cultural local, Adriano busca, com a exposição, criar um diálogo junto a autores e escritores mato-grossenses.

"Tendo três filhas e duas irmãs, minha relação sempre foi mais próxima do universo feminino, que sinto que são criaturas mais próximas ao divino. Mas ao contar histórias de mulheres fortes da nossa terra, sentia essa falta. Então, de alguma forma, as deusas interpretadas pelos nossos escritores, não só ganharam traços e cores por meio da minha obra, mas também ganharam perspectivas, desejos, conquistas e outros motivos, por meio da criatividade literária", enfatiza o artista plástico.

Em um trabalho colaborativo, Ferreira reuniu uma série de artistas de Mato Grosso e o processo de tradução aconteceu em vários sentidos. O artista criou imagens que foram traduzidas por escritores, músicos e dançarinos, e foram criados contos que o pintor também interpretou e levou para a tela, em uma tradução em ambos os sentidos, que poderão ser visualizadas nas obras, que se transformaram na criação lúdica de novas narrativas.

Com curadoria de Luiz Marchetti, expografia de Jeff Keese e produção cultural de Thatiana Takei, "Traduzindo Deusas" conta com textos dos seguintes artistas e suas deusas: Loike Kalapalo (Agahü), Marília Beatriz de Figueiredo Leite - in memoriam (Anacardium), Luciene Carvalho (Anastácia), Caio Ribeiro (Botu e o Rodamoinho na Garganta), Juçara Naccioli (Buia), Divanize Carbonieri (Calico-Calíope), Dani Paula Oliveira (Calliandra), Xito Conduta do Gueto (Danza), Maria Cristina de Aguiar Campos (Deusa Mãe), Christopher Chaves (Lia), Eduardo Mahon (Sumahy) e Victor Angels (Irwinia) - interpretado pelo ator Romeu Benedicto.

"A intenção é que a exposição se torne um movimento e deixe legado. Tomara que contadores de estórias propaguem,  enriqueçam nosso universo lúdico com essas deusas. Vale lembrar que não há aqui uma específica série, enquanto técnica e traço, temos obras que iniciaram há muito tempo, em 2016, e o que a integra neste projeto é o fato dela estar dentro do mesmo conceito - Traduzindo Deusas", declara Marchetti.  

A abertura da exposição contará com performances dos artistas: Adriana Achla, Cris Chaves, DJ Lucas e rapper Xito Conduta do Gueto. A Secretaria Estadual de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso (Secel-MT) é parceira do evento.
 
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet