Olhar Conceito

Quarta-feira, 29 de maio de 2024

Notícias | Literatura

no youtube

'Conversas ao pé do cajueiro' celebra aniversário de Silva Freire no Dia do Poeta Mato-grossense

Foto: Reprodução

'Conversas ao pé do cajueiro' celebra aniversário de Silva Freire no Dia do Poeta Mato-grossense
O Dia do Poeta Mato-grossense é comemorado em 20 de setembro e marca o nascimento de Benedito Sant'Anna da Silva Freire, um dos mais célebres literatos nascido em Mato Grosso. Por isso, o último episódio da 1ª temporada da série "Conversas ao pé do cajueiro", vai ao ar na quarta-feira (20), aniversário do poeta, a partir das 17h. O encontro virtual será transmitido em tempo real via canal da Casa Silva Freire no YouTube.  


Leia também
Em lives NPC, influenciadora de MT ganha mais de R$ 20 em minutos: 'muito mais que um trabalho comum'


Do bate-papo mediado pela professora e filósofa Maurília Valderez do Amaral, participam Keiko Okamura, que é superintendente da Economia Criativa da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso (Secel), e o produtor cultural e diretor de cinema e teatro, Luiz Marchetti.

Como nos episódios anteriores, um dos poemas de Silva Freire é ponto de partida para as análises dos convidados. Desta vez, "Árvore Símbolo Vida-Viva", retirado do livro de Silva Freire, 3° volume da trilogia Ossatura Cuiabana. À última live desta temporada também está reservada a retrospectiva do Circuito Cultural Setembro Freire, evento anual que ocorre desde 2008 em celebração à vida e obra do poeta.

"Essa live tem bastante simbolismo, a começar pelo poema escolhido, que Silva Freire pensou inspirado no cajueiro de seu quintal, poema esse que motivou a primeira edição do Setembro Freire, há exatos 15 anos, antes mesmo da fundação da Casa de Cultura Silva Freire. Vamos encerrar esse ciclo de 'Conversas ao pé do cajueiro' em grande estilo, no dia do nascimento do poeta, celebrando ainda as edições do Setembro Freire até aqui", destaca Larissa Silva Freire, coordenadora da Casa Silva Freire. 

Sobre o poema de Silva Freire a ser explorado na live deste mês, Luiz Marchetti adianta algumas características da obra e do autor, relação com a cidade e as pessoas.

"O poema Árvore Símbolo Vida-Viva é belíssimo. Silva Freire traduz de maneira intensa, como era em tudo que fazia, um dos símbolos da nossa cuiabania, o cajueiro. Sensível e conectado com a realidade do nosso povo, uma perspectiva brilhante das nossas crenças, costumes e paisagens. Silva Freire é um gênio, um patrimônio cultural, um orgulho para todos nós", celebra Marchetti. 

Para Keiko, a obra de Silva Freire é muito bem-sucedida em seu propósito: identificar, retratar e compor o imaginário da cultura cuiabana.

"Um legado para as próximas gerações. Seus ensaios e poemas expressam a cultura cuiabana com inteligência espirituosa, ele tinha a imensa capacidade de traduzir a cuiabania de maneira tão literal quanto poética, sempre com a mesma intensidade, atento aos detalhes mais sutis e seus significados. Era apaixonado por Cuiabá e tudo que realmente importa à cidade", explica.

Todos os episódios das Conversas ao pé do cajueiro estão disponíveis para consulta no canal da Casa de Cultura Silva Freire no YouTube. Ao longo dos últimos 12 meses, cientistas, escritores, artistas e produtores discutiram, debateram e analisaram a obra do poeta.

 A Casa de Cultura Silva Freire também abriga acervo de imensurável valor, com boa parte da produção cultural do poeta, coleção literária (com muitos textos inéditos), fotos, documentos, áudios, vídeos e objetos pessoais. Boa parte desse acervo já está disponível ao público gratuitamente.

Amor pela cultura

Silva Freire foi jornalista cultural, advogado, poeta de vanguarda e professor titular do Departamento de Direito da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Colaborou para a formação cultural brasileira e para a história política, educacional e literária mato-grossense, tendo sido preso e cassado em seus direitos políticos pela ditadura militar.

Benedito Sant'Anna da Silva Freire nasceu no dia 20 de setembro de 1928, em Porto de Fora, vila próxima à Mimoso, distrito de Santo Antônio do Leverger (MT). Apesar disso, foi registrado em Cuiabá, onde viveu até os 62 anos. Faleceu em 11 de agosto de 1991.

O poeta Silva Freire morou durante a infância e adolescência em uma casa no entorno da Praça da Mandioca, situada à rua Pedro Celestino (Rua de Cima), esquina com a Travessa 12 de outubro. 

Relação da Casa Silva Freire com a Secel

A série "Conversas ao pé do cajueiro" integra a programação 2023 da Casa de Cultura Silva Freire, instituição vencedora dos editais Rede Pontos de Cultura, Viver Cultura e MOVE-MT2, além de Termo de Fomento firmado com Governo de Mato Grosso, via Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso (Secel-MT), para manutenção e continuidade de suas ações culturais e educativas.

Além dos 12 episódios de Conversas ao pé do cajueiro, exibidos ao vivo mensalmente, a Casa Silva Freire oferece ainda visitas escolares guiadas, oficinas de formação e acesso ao acervo original do poeta.  

Localizada na Rua Cândido Mariano, 707, Centro Norte de Cuiabá, a Casa de Cultura Silva Freire, fundada em 8 de abril de 2010, é uma associação sem fins lucrativos que possui a finalidade de preservar e difundir a obra do poeta Benedito Sant'Ana da Silva Freire e a produção do movimento Intensivismo e Poema//Processo, por meio da promoção e incentivos à cultura, educação, literatura, arte e ciências em Mato Grosso.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet