Olhar Conceito

Quarta-feira, 29 de maio de 2024

Notícias | Cinema

'A Primavera de Dante'

Em lançamento de filme, Botelho destaca legado de Dante de Oliveira: 'fizemos a primeira greve da UFMT'

Foto: Reprodução

Em lançamento de filme, Botelho destaca legado de Dante de Oliveira: 'fizemos a primeira greve da UFMT'
O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Eduardo Botelho, participou do lançamento do documentário "A Primavera de Dante", nessa terça-feira (6), no Teatro Zulmira Canavarros, em Cuiabá, e destacou a importância do legado de Dante de Oliveira, que mudou os rumos do Brasil, com a emenda constitucional conhecida como Diretas Já.


Leia também 
DJ faz sucesso com 'cobertura' do BBB 24 e é seguido por famosos: 'as pessoas me param nos rolês'


Aos 102 anos de idade, a mãe de Dante Martins de Oliveira, Maria Martins de Oliveira, também participou da estreia. O documentário foi produzido pela Primigenia e Terra do Sol Filmes. Botelho conheceu Dante de Oliveira no início da carreira, nos movimentos estudantis, ainda quando estava UFMT, e Dante voltava do Rio de Janeiro.

“A grande luta de Dante era a defesa da democracia. Lembro que fizemos a primeira greve da UFMT e Dante estava lá no movimento. Depois foi eleito governador e eu fui para o interior de Mato Grosso, por isso, distanciamos. Mas, acompanhei o sucesso dele como governador, as mudanças feitas no Estado, deixando Mato Grosso mais dinâmico e eficaz. E a Assembleia continua o legado de Dante: defendendo a democracia e os interesses da população”, relembrou. 

Também com trajetória política, Telma de Oliveira foi casada com Dante durante 27 anos. A viúva disse que todo o legado deve ser compartilhado. “A recomposição da história dele [Dante de Oliveira] vai ser muito importante, especialmente, para os jovens que não conhecem Dante. É um misto de alegria, de tristeza, porque há 17 anos ele se foi, e mesmo assim, a gente continua sentindo saudade”, afirmou, emocionada.

Primeiro episódio

A exibição do primeiro episódio de quase 40 minutos, agradou muito o público. Com cenas marcantes que retratam a trajetória da vida de Dante, desde a infância até a vida adulta, o documentário apresenta o percurso acadêmico, político e participação dele em movimentos sociais.

A expectativa é que todo documentário esteja disponível na TV aberta num prazo de dois meses, ou seja, em abril. “É que após o lançamento, o filme será inscrito em festivais, e para isso, precisa ser inédito”, explicou o produtor-executivo do conteúdo original, José Paulo Traven.

Instituto Dante de Oliveira

Sobrinho de Dante, Leonardo Oliveira, preside o Instituto Dante de Oliveira. Ele explicou que desde a fundação, há 15 anos, o acervo sobre o tio conta com mais de mil fitas com imagens de Dante; Mais de 40 mil fotos e camisetas dos movimentos das Diretas Já. Além de condecorações, óculos, entre outros itens. As imagens serão digitalizadas e expostas à população.

“Dante foi muito família. Um cuiabano que estudou em escola pública e mudou a história do país. Então, parabenizamos o deputado Avallone pela trilogia, que vai mostrar quem foi Dante de Oliveira para todos os públicos. Autor das Diretas Já e grande governador de Mato Grosso e prefeito de Cuiabá. O Instituto Dante de Oliveira estará sempre divulgando a história de Dante”, disse Leonardo Oliveira.

Comenda Dante de Oliveira

Botelho e Avallone homenagearam personalidades com a Comenda Dante de Oliveira, em reconhecimento à atuação em defesa da democracia e da cidadania.

Receberam a honraria: o presidente Nacional do PSDB, ex-governador de Goiás e ex-senador da República, Marconi Perillo; a deputada federal, Lídice da Mata (PSB/BA); e o secretário Nacional de Formação Política do PSB, Domingos Leonelli, que junto com Dante, é autor do livro “Diretas Já – 15 meses que abalaram a ditadura”.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet