Olhar Conceito

Segunda-feira, 24 de junho de 2024

Notícias | Música

área VIP

Coleção com itens raros e paixão por Madonna: mato-grossense ganha convite do Itaú para ver show de perto

Foto: Reprodução

Coleção com itens raros e paixão por Madonna: mato-grossense ganha convite do Itaú para ver show de perto
Desde que assistiu ao vídeo de uma das apresentações de Madonna em que ela pulava corda no palco durante a turnê Sticky and Sweet, que passou pelo Brasil em 2008, o psicólogo Pedro Nava, de 33 anos, passou a acompanhar cada lançamento da rainha do pop. A paixão rendeu uma coleção com itens raros da carreira de Madonna e foi uma foto do mato-grossense em meio aos objetos que lhe garantiu um ingresso para a área VIP do show gratuito que promete levar 1,5 milhão de pessoas para a praia de Copacabana (RJ). 


Leia também
Sucesso nas redes pela ‘boca suja’, idosa vive em barraco de lona em MT e sonha com construção de casa

Natural de Colíder (a 632 km de Cuiabá), Pedro conta que, despretensiosamente, publicou a foto em seu perfil no X (antigo Twitter) e marcou o Itaú, que é responsável pela organização do show da cantora no Brasil. Como não tem muitos seguidores na rede social, apenas os amigos mais próximos, o mato-grossense não imaginava que seria notado pelo banco. 

“Várias páginas de fã clube lançaram algumas campanhas, acho que em parceria com o Itaú: concurso da frase, roupa, loucura que faria. E eu mandei essa foto, mas não tive feedback da página e pensei: quer saber, vou postar no Twitter. O Itaú mandou mensagem e eu não acreditei, achei que fosse golpe mesmo. Fiquei muito emocionado e feliz”. 

Fã de carteirinha da Madonna, Pedro já estava com tudo pronto para ir ao show na praia de Copacabana, mas ele não tinha expectativa de conseguir ver a cantora de perto, já que milhares de pessoas estarão no local com o mesmo objetivo. 

“Estão falando em um show que vai ter 1,5 milhão de pessoas. Ir para um evento desse para ficar na multidão, óbvio que você vai vivenciar a história, mas você não vai ver, você vai ter o telão, vai ouvir, então quando o Itaú mandou mensagem eu pensei: agora vou ver”.  

É o segundo show da Madonna que o psicólogo vai conseguir ver de perto. Ano passado, em meio aos rumores de que a diva pop viria ao Brasil, Pedro decidiu não esperar e se planejou para assistir uma apresentação da cantora em Amsterdam, na Holanda. 

“Decidi não contar com o rumor que ela viria ou não. Decidi comprar o ingresso para o show em Amsterdam, fui ao show com uma amiga e vi ela de perto pela primeira vez. Até brinco com meus amigos que para quem ficou dois anos tentando, vi ela em Amsterdam e agora vou conseguir ver ela de perto no Brasil, os humilhados foram exaltados”. 

O mato-grossense brinca sobre as duas tentativas de ver Madonna que se repetiram em 2015 e 2020. Na primeira, quando a cantora anunciou uma turnê sem datas no Brasil, Pedro não tinha condições financeiras de viajar para o exterior. Já em 2020, ele conseguiu chegar em Paris, na França, para assistir a um dos shows, mas enquanto se trocava, recebeu a notícia do cancelamento. 

Era começo da pandemia. Tinha acabado de tomar banho, estava trocando de roupa e recebi o e-mail do cancelamento. Seria minha primeira vez. Sou fã desde 2008, mas nunca tinha conseguido assistir nenhum show, porque quando ela veio estava estudando, não tinha grana, porque não é só ingresso, tem passagem e hospedagem”. 

Coleção com raridades 

Na foto que lhe rendeu um passaporte VIP para o show da Madonna, Pedro está deitado entre as dezenas de itens que colecionou ao longo de 16 anos acompanhando a carreira da diva pop. Entre os objetos que considera raridade, a edição do livro “Sex”, que foi  escrito pela artista estadunidense, com fotografias de Steven Meisel e Fabien Baron, lançado em 21 de outubro de 1992, se destaca. 

“Esse livro teve uma tiragem limitada e nunca mais teve uma reedição, então é meio difícil de conseguir. Tenho também um vinil de Hard Candy, exatamente o álbum que conheci e comecei a ficar fã, é um vinil colorido, como se fosse uma bala, esse também foi meio difícil de conseguir. Sempre fico de olho em sites tipo Ebay, Mercado Livre, porque esses itens não lançam mais, são sempre outras pessoas revendendo. São as duas coisas que quando comprei, fiquei: Nossa, agora eu tenho”. 

Para Pedro, Madonna é sinônimo de reinvenção já que, quando o público menos espera, a cantora mostra uma nova faceta. “Quando penso nela, penso em reinvenção. Sabe aqueles artistas da década de 80, mas que ficaram na década de 80? A Madonna não parou no tempo. É curioso como tem fãs da Madonna que envelheceram, mas ela não, acho que ela virou uma ideia”. 

Agora o psicólogo se prepara para viver um momento que considera histórico. “Tenho amigos mais velhos que foram no show de quando ela veio em 1993, eles falam disso como um momento histórico, acho que vai ser justamente isso para mim. Daqui 10, 20 anos, vou lembrar que estava lá, que estava perto”.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet