Olhar Conceito

Quarta-feira, 17 de julho de 2024

Notícias | Turismo

maior edição

Com 15 mil visitas em dois dias, Fit Pantanal 2024 consolida turismo como vetor de desenvolvimento econômico

Foto: Reprodução

Com 15 mil visitas em dois dias, Fit Pantanal 2024 consolida turismo como vetor de desenvolvimento econômico
Cerca de 15 mil visitantes já passaram pela Feira Internacional do Turismo do Pantanal, a FIT Pantanal 2024, que começou nessa quinta-feira (30) e segue até domingo (2), com entrada gratuita, no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá. A partir do tema 'Turismo, Eventos, Agro & Negócios', a feira ocupa os 12 mil m² do local com mais de 300 expositores.


Leia também 
Chef abre micro padaria em vila charmosa de Cuiabá com croissants e cinnamons artesanais

Nos estandes, expositores de cidades mato-grossenses apresentam seus produtos e potencias turísticos; agentes, operadores e consultores de turismo e viagens; instituições nacionais e regionais ligadas ao turismo; artesanatos tradicionais e indígenas; passeio imersivo do Senac com óculos de realidade virtual pelo Sesc Salgadeira; festival gastronômico, produtos da agricultura familiar, quitutes típicos e muitos outros espaços para visitação.

O evento é uma realização do Sistema Comércio de Mato Grosso (Fecomércio, Sesc, Senac e IPF-MT) em parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec-MT).

Admirados, alguns visitantes exaltaram a estrutura e organização da FIT Pantanal e deixaram o convite para a população visitar a feira e conferir as belezas de Mato Grosso. "Está tudo lindo", resumiu o produtor audiovisual, Ravi Brito. "Lindo projeto, tem muito a agregar ao potencial turístico", observou o designer gráfico, Marcelo Carvalho. "Espetacular, ótima dica de passeio para o final de semana", indicou a pedagoga, Dinalva Ayolfi.

Para o presidente do Sistema Comércio de Mato Grosso, José Wenceslau de Souza Júnior, a FIT Pantanal 2024 é um evento que celebra as belezas naturais e culturais do nosso estado, mas também reconhece o papel fundamental do turismo como impulsionador da economia de Mato Grosso.

"Ao olharmos para a grandiosidade desta feira, é impossível não reconhecer o esforço e dedicação de muitas pessoas e empresas envolvidas em sua montagem. Nosso estado possui mais de 62 mil pessoas trabalhando em atividades ligadas ao turismo e mais de 46 mil empresas cujas principais operações estão ligadas a este setor", Wenceslau Júnior elencou ainda a atuação dos braços sociais do Sistema Comércio no estado – serviços Social do Comércio (Sesc-MT) e Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac-MT) – no apoio ao desenvolvimento do trade turístico.

Na oportunidade, ele entregou o 'Troféu Mérito do Turismo Mato-grossense' ao governador Mauro Mendes que, por sua vez, também destacou o potencial econômico do turismo e os investimentos feitos pelo poder executivo nesta área. São mais de R$ 142 milhões investidos pelo Governo de Mato Grosso em obras de infraestrutura e apoio ao desenvolvimento do turismo no estado. Para a realização da FIT Pantanal, maior edição da feira, foram destinados R$ 3,9 milhões.

O governador comentou ainda os resultados de pesquisas encomendadas por companhias aéreas para antecipar o movimento dos turistas e direcionar investimentos e uma das conclusões é de que as pessoas do mundo inteiro estavam buscando cada vez mais novos destinos turísticos, principalmente ligados ao turismo ambiental e ecológico. Por isso, o Pantanal tem um grande potencial de atrair uma parte desse turismo internacional.

"Nós devemos transformar essa oportunidade em negócios. A maior parte dos turistas querem ficar em hotel bom, circular em estradas boas, sair com segurança e chegar rápido. Esse papel de investimento na infraestrutura é o papel do Estado. Não é o empreendedor que vai fazer. Os empresários têm que investir no seu negócio, no seu site, no seu hotel, na sua pousada. Cabe ao Governo criar as condições, ter um planejamento e executar para que ele possa estimular o investimento", disse Mauro Mendes.

Também participaram da abertura o senador Wellington Fagundes, o secretário-chefe da Casa Civil, Fábio Garcia; os deputados federais Abílio Brunini e Gisela Simona; os deputados estaduais Nininho, Gilberto Cattani e Carlos Avallone; o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Luluca Ribeiro; o secretário adjunto de Turismo, Felipe Wellaton; o presidente da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Suelme Fernandes; o presidente do Conselho Deliberativo do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-MT), Jonas Alves; o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado (Fiemt), Sérgio Antunes; além de outras autoridades e empresários.

Programação para o final de semana

Entre esta sexta-feira (31) e sábado (1), ainda haverá Aldeia do Conhecimento, Encontro de Gestores Públicos de Turismo, Fórum das Cadeias de Valor da Agricultura Familiar e Turismo Rural, 1º Encontro de Organizadores de Eventos de Mato Grosso do Sindicato de Eventos e Afins do estado (Sindieventos-MT), 1ª Jornada Mato-Grossense de Cerimonial do Comitê Nacional de Cerimonial e Protocolo (CNCP Brasil).

São 26 atividades entre rodada de negócios internacional, painéis, rodas de conversa, palestras e workshop sobre etnoturismo, ESG (governança ambiental, social e corporativa, em tradução livre), hotelaria, destinos turísticos inteligentes, produtos da agricultura familiar, fruticultura tropical, turismo agro tecnológico, produção de eventos, mulheres no agro e outros temas.

Na parte cultural, também até domingo (2), estão programadas 13 apresentações de valorização dos patrimônios e costumes regionais com os grupos 'Mascarados' de Poconé, 'Dança do Lenços' de Barão de Melgaço, 'Bacuri' de Nossa Senhora do Livramento, Associação Cultural Alemã Grüner Wald de Lucas do Rio Verde, 'Dança Gaúcha' de Canarana, 'Dança Indígena Balatiponé' de Barra do Bugres, indígenas de Querência e Campo Novo do Parecis, 'Dança Indígena Menanehaliti' e 'Os de Fora' de Tangará da Serra. Da capital, os grupos de Siriri Flor de Atalaia, Flor Serrana e Flor do Campo.

O Sistema S do Comércio, composto pela Fecomércio, Sesc, Senac e IPF em Mato Grosso, é presidido pelo empresário José Wenceslau de Souza Júnior. A entidade é filiada à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que está sob o comando de José Roberto Tadros.
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet