Olhar Conceito

Notícias / Música

Fora do eixo

Vanessa da Mata faz turnê cantando sucessos de Tom Jobim; Cuiabá fica de fora

Os mato-grossenses adorariam recebê-la aqui, na capital do Estado onde nasceu. Mas, não é dessa vez – novamente. Vanessa da Mata estreia no dia 21 de abril o projeto Viva Tom Jobim, em que canta grandes sucessos do cantor, compositor, músico e maestro em apresentações por seis capitais brasileiras. Cuiabá fica de fora e certamente, porque falta à cidade um lugar adequado para receber uma produção desse vulto.

Especial para o Olhar Conceito – Thalita Araújo e Lidiane Barros

11 Abr 2013 - 15:00

Foto: Divulgação

Vanessa da Mata já havia criticado a falta de espaços adequados para a realização de shows na capital

Vanessa da Mata já havia criticado a falta de espaços adequados para a realização de shows na capital

Os mato-grossenses adorariam recebê-la aqui, na capital do Estado onde nasceu. Mas, não é dessa vez – novamente. Vanessa da Mata estreia no dia 21 de abril o projeto Viva Tom Jobim, em que canta grandes sucessos do cantor, compositor, músico e maestro em apresentações por seis capitais brasileiras. Cuiabá fica de fora e certamente, porque falta à cidade um lugar adequado para receber uma produção desse vulto.

Salvador, Recife, Brasília, Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro são as cidades contempladas. As apresentações são gratuitas ao público e celebram os 50 anos do lançamento de "The composer of Desafinado plays", primeiro trabalho solo de Antonio Carlos Jobim.

O projeto tem sua primeira apresentação em Salvador, no Farol da Barra, no dia 21 de abril. Depois, passa por Recife (Parque Dona Lindu) no dia 28 e, em 5 de maio, chega a Brasília (Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek).

Os shows em Porto Alegre (Anfiteatro Pôr do Sol) e em São Paulo (Parque da Juventude) acontecem nos dias 19 e 26 de maio, respectivamente. A apresentação no Rio de Janeiro ainda não tem data definida.

Sobre a  ausência de shows deste porte em nosso Estado, a própria Vanessa já havia falado antes: "É uma pena que o meu estado, Mato Grosso, não tenha até hoje um lugar apropriado para receber sua população e shows de qualidade".  Esse comentário consta em um artigo que ela escreveu à época, como um desabafo. "Desde a primeira vez que estive em Cuiabá, me surpreendi com as "casas" de shows a mim apresentadas. A primeira era, na verdade, um ginásio cheio de ecos avassaladores. Bom para jogos esportivos, jamais para música". 

Para confirmar, a reportagem tentou contato com a assessoria de imprensa de Vanessa, mas não teve retorno.

O artigo na íntegra, você lê aqui. 

The Composer of Desafinado, Plays 

The Composer of Desafinado, Plays é o álbum de estreia de Antônio Carlos Jobim. Foi lançado em 1963 pela Verve Records e muito bem recebido pela crítica da época.

Primeiro álbum de Jobim no mercado fonográfico americano, foi lançado na época em que o gênero da bossa nova estava em alta nos EUA, devido a hits como Desafinado e Garota de Ipanema. O álbum consiste em standards da bossa nova, os quais ainda são as músicas mais conhecidas e gravadas de Jobim.

A versão brasileira do álbum, intitulada Antônio Carlos Jobim, foi lançada no ano seguinte pela gravadora Elenco. Além do título diferente, a versão brasileira possui outra capa.

Perfil Vanessa

Nascida em Alto Garças, no Mato Grosso, Vanessa se mudou para São Paulo ainda na adolescência e despontou como compositora em 1999, quando Maria Bethânia gravou "A Força que Nunca Seca". Bethânia, a propósito, é um pouco madrinha da cantora que como conceituou a Ilustríssima, suplemente de cultura da Folha de São Paulo, "tornou-se o símbolo do artista que reúne o melhor de dois mundos: aquele capaz de produzir hits com potencial radiofônico similar aos de Ivete Sangalo e, ao mesmo tempo, gozar de prestígio artístico. Uma espécie de Marisa Monte, só que ainda mais popular". 


Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet