Olhar Conceito

Quarta-feira, 02 de dezembro de 2020

Notícias / Literatura

Há 9 anos Clóvis Matos 'transporta' livros para o interior; Conheça o Inclusão Literária

Da Redação - Stéfanie Medeiros

01 Set 2014 - 10:05

Foto: Reprodução

Há 9 anos Clóvis Matos 'transporta' livros para o interior; Conheça o Inclusão Literária
“Furiosa” estava estacionada em frente ao Restaurante Universitário da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) naquela sexta-feira (29 de outubro). Duas alunas andavam em volta dela, concentradas, buscando tesouros. Isto porque “Furiosa” é uma caminhonete biblioteca e faz parte do projeto “Inclusão Literária”, de Clóvis Matos.

Leia mais: Estudante de 11 anos sugere roda de leitura para Coral do Pavilhão das Artes

O objetivo do projeto é simples, embora a tarefa seja difícil: Facilitar o acesso à leitura. Em qualquer lugar de Mato Grosso, principalmente nas zonas rurais. Para isto, Clóvis e Furiosa atravessam as estradas, até mesmo as mais precárias, para levar literatura para as crianças do interior.

Este “vai e vem” literário acontece há 9 anos, quando o Inclusão começou. A princípio, Clóvis conciliava o horário de servidor público na UFMT com algumas horas de trabalho em uma livraria no Shopping Três Américas. Lá, ele notou que algumas pessoas pegava um livro, liam um pouco e saiam. No outro dia, elas voltavam, pegavam o mesmo livro, sentavam-se e liam mais um pouco. E faziam isto até terminar.

Por curiosidade, Clóvis perguntava à estas pessoas o por quê de elas fazerem isso. Por que não comprar o livro? A resposta era sempre a mesma: porque não tinham dinheiro. Então ele percebeu que, mesmo sem poder comprar o livro, as pessoas estavam lendo, interessavam-se por histórias e queriam estar lá. “Por que não facilitar o acesso então?”, pensou Clóvis. E assim surgiu o projeto Inclusão Literária.


(A Furiosa em frente ao RU)

No interior do estado, Clóvis percebeu que muitas pessoas não só se interessavam em ler, mas queriam também produzir. “Tem muita gente boa no interior deste estado que não é estimulada, incentivada”, explicou.

Nos finais de ano, Clóvis, com sua barba branca e olhar bondoso, trabalha como papai noel para arrecadar mais fundos para o projeto. Sem nenhum tipo de financiamento ou ajuda do poder público, o “Papai Noel Literário” percorre Cuiabá toda durante a semana e depois desbrava o estado. Quando questionado o por quê de investir seu próprio dinheiro e muito do seu tempo neste projeto, Clóvis responde: “Porque ler é importante”.

Os livros que Clóvis leva até o interior do Estado e até mesmo em alguns pontos mais carentes de Cuiabá por vezes dão origem à bibliotecas em postos de gasolina, mercados, etc. Se você tem livros que gostaria de doar, basta ligar no (65) 8135-1176.

Clóvis quer ir mais longe

Para poder ir a outros estados e até mesmo para fora do Brasil, Clóvis comprou uma combi e precisa reforma-la. Para arrecadar o dinheiro necessário para a reforma, será realizado neste sábado (13) o Chá Solidário do Inclusão Literária.

Na ocasião, as pessoas poderam comprar bolos, chás, participar de várias atividades. O Chá Solidário será como um sarau, com poesia, apresentações artísticas e muito mais. Os ingressos custam R$ 30. Assista abaixo o vídeo que o programa Palavra de Mulher fez sobre o evento:



Serviço

Chá Solidário do Inclusão Literária

Ingresso: R$ 30,00.
Contato: (65) 8135 - 1176, 9287 - 2937, 9999 - 1060.
Facebook: www.facebook.com/pages/Inclusão-Literária
Local: GLEMT-Grande Loja Maçônica de MT, Morada do Ouro. Próximo ao Sesi Park.
Data: Sábado (13)

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet