Olhar Conceito

Quarta-feira, 19 de junho de 2024

Notícias | Tecnologia

COLUNA GAme Mania

O game State of Decay inova os jogos de apocalipse zumbi, garante o colunista Vini Manià

Foto: Reprodução

Papel de parede do State of Decay

Papel de parede do State of Decay

O cenário é uma pacata cidade rural do norte dos EUA. O clima é de outono, as folhas em tons de ocre e vermelho se espalham pelo ar. O dia amanhece com uma forte neblina, o sol aparece lá pelo meio dia, depois o tempo fecha e a chuva cai no fim da tarde. De noite, somente a lua, o farol de um carro e uma lanterna são as únicas luzes dessa cidade. Seria tudo tão bucólico se essa cidadezinha não estivesse tomada por mortos-vivos ambulantes.


Eis mais um game de zumbi. Então podemos esperar todo tipo de clichê, certo? Dessa vez, a resposta é um sim e um baita não. Deixe-me explicar. É um game estilo mundo aberto com visão em terceira pessoa. Você controla um personagem por vez. Pode golpear, atirar, dirigir carros, correr, pular, etc. Mas, esqueça aquele personagem heróico, carregado de armas e munição.

Em State of Decay, os personagens precisam de ar após alguns golpes, podem passar dias deprimidos, ficar em estado de raiva, medo, doentes e ficar fora de combate por conta de um ferimento. As armas são poucas, a munição é escassa e é preciso procurar por mais a qualquer momento, já que o importante aqui é “apenas” sobreviver.

O game State of Decay é a história de sobrevivência de uma comunidade nessa cidadezinha rural. O jogo se inicia com ação, nada de tutoriais e missões de aprendizado. O personagem que você controla no início será apenas o primeiro de vários. Você deve conduzir ele para buscar abrigo, um lugar seguro de zumbis. A sua primeira comunidade será em uma igreja e lá você irá conhecer seus novos roomates, alguns controláveis, outros não.

Leia a coluna completa (clique aqui)
Entre em nossa comunidade do WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Assine nossa conta no YouTube, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet