Olhar Conceito

Sábado, 27 de novembro de 2021

Notícias / Política Cultural

MT Criativo

Centro de Economia Criativa já tem local da sede própria e contará com parceria do Sebrae

Da Redação - Naiara Leonor

23 Jun 2015 - 14:00

Foto: Assessoria Secel MT

Centro de Economia Criativa já tem local da sede própria e contará com parceria do Sebrae
Na última sexta (19) representantes de várias secretarias e diretores do Sebrae se reuniram na sede da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) para discutir o desenvolvimento de políticas públicas para os setores da Economia Criativa, dentre elas a criação do Centro de Economia Criativa de Mato Grosso, que terá como principal objetivo servir como um centro de referência do segmento.

Leia mais:
Governo fala em criar centro de economia criativa e promete priorizar a área
Secretário de cultura afirma que a prioridade será qualificar os produtores de economia criativa

O secretário Leandro Carvalho, destacou a importância da parceria com o Sebrae para desenvolver o projeto: “O Sebrae tem profundo conhecimento do assunto e uma experiência importante para somar forças no processo de criação de uma política pública para o setor. Estamos ampliando o leque de parcerias para que a iniciativa ganhe fôlego, atinja todo as regiões do Estado e seja sustentável”.

Na ocasião, a diretora do Sebrae reafirmou o compromisso da instituição com o projeto: “é fundamental definir o modelo de governança e estamos à disposição para ajudar no esclarecimento dos papéis de cada ente nesse processo”.

O consultor Richard Alves, da Barcelona Media, uma das mais importantes agências europeias de inovação e tecnologia, apresentou um panorama sobre o setor no mundo, incluindo conceitos de criatividade, as demandas de cada segmento, exemplos bem sucedidos e os desafios para o desenvolvimento da Economia Criativa em Mato Grosso.

Foi exposto também um estudo sobre a Economia Criativa em Cuiabá encomendado pelo Sebrae ao Barcelona Media em 2013. Entre os elementos decisivos para estabelecer uma política para a Economia Criativa em Mato Grosso, o consultor destacou a necessidade de levantar dados regionais, fomentar e capacitar os empreendedores criativos e melhorar a infraestrutura da cadeia. “Mais importante ou tão importante quanto superar esses desafios é buscar um modelo eficiente de gestão para o projeto”, ressaltou o consultor.

O Centro da Economia Criativa funcionará no Grande Hotel, antigo prédio da Secretaria de Cultura, na Avenida Getúlio Vargas, após reforma e adequações. O espaço abrigará atividades de relacionadas ao setor, com o objetivo de gerar e potencializar novos empreendimentos. O programa multisetorial é dividido em quatro eixos: formação e qualificação, fomento e empreendedorismo, desenvolvimento de territórios criativos e estudos e pesquisas.
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet